Bar de Maringá está entre os doze finalistas do concurso “A Melhor Caipiroska do Brasil”, que reuniu mais de 4 mil receitas com vodka

Por: - 5 de abril de 2018

Na primeira fase do concurso, foram 4 mil receitas, colhidas de norte a sul do Brasil. Na segunda, 200. E agora, na final, restam 12, sendo uma delas de Maringá, criada pelos irmãos Diego e Camila Pavan, que estão à frente do Gastrobar Baco.

O concurso que no próximo dia 15, um domingo, escolherá a melhor caipiroska do país é uma promoção da Smirnoff, marca de vodka mais premiada do mundo, segundo propaga o conglomerado britânico Diageo, revendedora do produto russo no Brasil.

O Gastrobar nasceu há um ano, fruto de uma reinvenção conceitual do restaurante Baco, que por cerca de cinco anos atendeu na Rua Luiz Gama. Também mudou de endereço, foi para a Avenida São Paulo e os jovens irmãos tomaram à frente do empreendimento.

Os Pavan trabalham com restaurantes há mais de 50 anos, no começo no Rio Grande do Sul. Parte da família chegou em Maringá em 1992 e hoje mantém, além do caçula Gastrobar, restaurantes em dois shoppings e uma churrascaria na PR-317.

Segundo define Diego, o Gastrobar é um espaço de alta gastronomia “com cara de boteco”. Com lugar para 230 pessoas, incluindo bar, restaurante e salões para eventos. E é ali que é servida a Caipi Rapadura, a caipiroska que está na final do concurso.

Caipiroska com xarope de rapadura

Diego conta que ele e Camila, para montar o cardápio do Gastrobar, buscaram consultorias especializadas, a partir da qual criaram a Caipi Rapadura, que é servida em copo americano de 300 ml e sai por R$ 24. O diferencial da receita é o xarope de rapadura, que substitui o açúcar.

Caipi Rapadura: Smirnoff, limão siciliano, limão tahiti, xarope de rapadura e rapadura ralada, está na final do concurso “A Melhor Caipiroska do Brasil”

Na primeira fase, em novembro de 2017, mais de 4 mil bares do país participaram e, por meio de votação popular, foram escolhidos 200. Neste segundo momento, um júri técnico rodou o Brasil para avaliar as receitas. Agora, os doze finalistas vão para São Paulo.

O Gastrobar serve quatro caipiroskas especiais, além da tradicional. O cardápio é sofisticado e, diga-se, com preços compatíveis com o ambiente, que tem piano-bar de quarta a sábado e DJ ao vivo às quintas. Abre para almoço e jantar.

Um prato, individual de camarão tailandês e nacho artesanal, sai por R$ 48. Um Carbonara, com linguine ao molho carbonara, presunto de Parma e queijo Grana Padano, finalizado com azeite trufado, custa R$ 57. Já um Baco Burguer, com carne de angus, é R$ 30.

Além do Baco, o Paraná tem mais um finalista no concurso, o Deck Bar, de Londrina, com a caipiroska preparada com vodka infusionada com café, garapa e limão rosa. Todas as receitas inscritas estão no site  do concurso.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.