Obras estampadas em tecidos e inspiradas em símbolos de Maringá ganham exposição: “Maringá em Tramas” será aberta nesta sexta (23/3) no Calil Haddad

Por: - 21 de março de 2018
O quadro "Maringá Acrílica" é uma das obras da exposição "Maringá em Tramas" / Arquivo pessoal de Cairan Fagundes

Será aberta na sexta-feira (23/3) uma exposição no Teatro Calil Haddad que retrata os símbolos da cidade de Maringá em obras estampadas em tecidos. A exposição “Maringá em Tramas” é parte do Convite às Artes Visuais, da Secretaria Municipal de Cultura (Semuc).

Os artistas responsáveis são Cairan Fagundes e Jefferson Trevisan. Além da exposição, os dois organizaram o lançamento oficial, que será no sábado (24/3) às 19 horas.

“A proposta, além de demonstrar as técnicas de representação e execução, é coletar imagens de pontos turísticos ou mesmo importantes para nós mesmos e usá-los de referência para o desenvolvimento dos elementos”, disse Cairan.

Entre os pontos de destaque estão a praça da Prefeitura, a escultura da Praça Sete de Setembro (onde fica o monumento conhecido como “Peladão”), a praça da Catedral Nossa Senhora da Glória e o Parque do Ingá.

A exposição “Maringá em Tramas” ficará aberta entre os dias 23/3 e 16/4, no 1º andar do Teatro Calil Haddad. A entrada é gratuita e a classificação é livre. As obras podem ser vistas de segunda à sexta das 8h às 17h e, aos finais de semana e feriados, entre 14h e 20h.

Expositores são arquiteto e designer

Cairan Fagundes é de Maringá, formado em Arquitetura e Urbanismo pela Unicesumar, mas também possui formação profissional dentro do Teatro de Bonecos. “Herdei dos meus pais essa profissão. Com os bonecos é tudo manual, toda a confecção. A arquitetura tem tudo a ver com arte e a exposição propõe isso – formas que me inspiram”, contou Cairan.

Jefferson Trevisan foi criado em Marialva, tem formação em Design de Produtos pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com especialização em Design de Superfícies pela Faculdade de Campinas. Ele tem MBA em Moda e atualmente faz parte da equipe de design do grupo Renner, em Balneário Camboriú. O trabalho dele pode ser conferido na conta do flickr.

Eles se conheceram depois que Jefferson concluiu a especialização e voltou a morar em Marialva. Desenvolveram o projeto juntos. “A aprovação do projeto demorou bastante”, contou Cairan.

“Quando pensamos nessa exposição, a ideia era mostrar como a arte inspira a moda e a arquitetura, mostrando que um quadro pode inspirar e fazer uma estampa, por exemplo”, conclui o arquiteto.

Família dança e fotografa na festa de lançamento

Na abertura oficial da “Maringá em Tramas” haverá uma performance do bailarino Iraquitan Fagundes e o registro fotográfico da noite será de Luara Fagundes. Os dois são irmãos de Cairan, um dos expositores. “Somos uma família de bonequeiros”, disse ele.

O DJ Lucas Kid também participará de uma live eletro acústico (vertente de música eletrônica). Ele, junto com Iraquitan e Felipe Medina, são idealizadores do projeto INSULA, que participará do lançamento da exposição.

O projeto é um núcleo de música eletrônica que propõe “uma plataforma de expressões artísticas e a intersecção entre diferentes formas de arte”, de acordo com as informações divulgadas pelas mídias sociais do grupo.

  • Até o próximo domingo, 25/3, também acontece a 5ª Semana da Cultura de Maringá. Acompanhe a programação no Maringá Post.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.