Clube de leitura comemora cinco anos com um desafio de 600 páginas aos maringaenses: ler e debater o complexo clássico “Grande Sertão: Veredas”, de Guimarães Rosa

Por: - 23 de fevereiro de 2018
Encontro do Bons Casmurros no dia 3 de fevereiro de 2018 / Foto: Divulgação

O clube de leitura Bons Casmurros propôs um desafio para marcar o aniversário de cinco anos: ler um dos livros mais importantes e complexos da literatura brasileira, o “Grande Sertão: Veredas”, de João Guimarães Rosa.

O encontro será realizado no sábado (3/3), às 17h, no Café Literário – próximo à Universidade Estadual de Maringá (UEM). A participação é gratuita e aberta para todos os interessados, de crianças à terceira idade.

O coordenador do clube, Victor Simião, disse que a complexidade do livro está na linguagem utilizada pelo autor, pela história que narra tabus da época. “Trata-se de um monólogo, não há separação de capítulos. Além da riqueza de detalhes, que faz você conhecer o interior do Brasil do século passado”, observou.

Outro fator que torna o desafio mais complexo é o tamanho do livro. Na edição lançada pela editora Nova Fronteira, em 2012, o exemplar tem mais de 600 páginas.

Lançado há oito meses, o desafio pretende reunir cerca de 30 leitores. Apesar de faltar 10 dias para o encontro, ainda dá tempo de participar. Simião confessa que começou a ler o livro há dois dias e garante que vai terminar até o dia 3.

Para se ter noção da complexidade do livro, o coordenador confessou que em uma hora, lê em média 20 páginas de o “Grande Sertão: Veredas”. “Em livros menos complexos, geralmente leio uma página por minuto”, disse.

Bons Casmurros comemora cinco anos

A ideia de criar o clube nasceu em 2013, após uma desilusão de Simião. Apaixonado por literatura, ele iniciou os estudos no curso de Jornalismo, mas não encontrou colegas que dividissem da mesma paixão.

Assim nasceu o clube. No início, cerca de três pessoas compareciam aos encontros. Hoje, são mais de 20 participantes frequentes.

Os encontros acontecem a cada três semanas, quase sempre na Livrarias Curitiba, do shopping Maringá Park. Os próprios participantes sugerem um livro, fazem uma votação e a obra escolhido é lida por todos. Os debates são agendados antecipadamente.

A escolha é intercalada: em um encontro é abordado um autor e no outro uma autora.

Além de discutir literatura, laços de amizades foram criados entre os participantes do grupo. “O clube mudou completamente. Cresceu muito, conhecemos pessoas novas e criamos um laço muito grande de afetividade. Hoje, o encontro é uma desculpa para reunir o pessoal”, disse o coordenador.

Além dos Bons Casmurros, Maringá tem outros cinco clubes que incentivam o hábito da leitura, o clube do livro da PUC, o Leia Mulheres, Amigos de Palavra, Clube do Livro Maria do Ingá e Clube de Leitura da Biblioteca Municipal.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.