Professoras de creche são presas por montar ‘clube da luta’ mirim

Compartilhar

Por Vitor Germano

Carolina do Sul, EUA – Duas professoras de creche estão presas e passarão por julgamento por, supostamente, dirigir crianças de 3 e 4 anos de idade a lutarem umas com as outras e “permitir que a violência ocorresse sem correção”, de acordo com a polícia.

As duas professoras, Ericka Jones de 27 anos e Serena Caldwell de 56 se entregaram às autoridades na Quinta após mandados de prisão para ambas serem emitidas pelo escritório do Xerife de Newberry. Ambas estão sob acusações de colaborar com delinquência juvenil e conduta inapropriada em relação aos menores de idade, de acordo com a divulgação do departamento.

O dono da creche particular, John David Dawkins disse à televisão local WIS-TV que Jones e Caldwell foram “imediatamente desligadas” após o comportamento ser relatado por colegas e confirmado em imagens de câmera de segurança. O estabelecimento imediatamente avisou as autoridades e os serviços sociais.

Delegados que investigaram o caso relatam que as duas mulheres instruíram que crianças empurrassem, puxassem os cabelos, e batessem umas nas outras. Um total de 14 crianças estavam envolvidas.

Embora nenhuma criança apresentava ferimentos sérios, “não se sabe quanto dano emocional ou psicológico isso pode ter causado” disse o xerife Lee Foster.

A mãe de uma das crianças disse que “não acreditava que o problema era sistêmico” e que “odiava o fato que essas duas haviam sujado o nome desta creche”, mas acrescentou “ao mesmo tempo, apesar do fato de que elas responderão à justiça, no final das contas não há justiça porque não tem como tirar isso da cabeça da criança. Você alterou a vida dela.”


Compartilhar