Paraná é o terceiro estado com a maior taxa de empregados com carteira assinada do País

Compartilhar

O Paraná destaca-se pelo terceiro melhor índice de formalidade no mercado de trabalho brasileiro. De acordo com a recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (Pnad Contínua) do IBGE, 81,3% dos empregados no setor privado paranaense estão registrados. Esta estatística só é superada por Santa Catarina com 88,1% e Rio Grande do Sul com 82,3%.

Desemprego no Paraná cai para menor nível em uma década

A taxa de desocupação no estado atingiu 4,9% no segundo trimestre, marcando o menor índice em quase 10 anos. Comparativamente, o trimestre anterior apresentava 5,4%, enquanto a média nacional ficou em 8%.

Este avanço é ecoado pela proporção crescente de trabalhadores registrados. Há um aumento de 0,9 ponto percentual em comparação ao primeiro trimestre de 2023. Além disso, a média nacional de empregados com carteira assinada é de 73,7%.

Paraná registra menor taxa de subutilização da força de trabalho em 9 anos

O segundo trimestre de 2023 viu o Paraná alcançar uma taxa de subutilização de apenas 10,8%. Esta métrica se refere a indivíduos com 14 anos ou mais que estão desempregados ou trabalhando menos de 40 horas por semana.

Segundo Jorge Callado, diretor-presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), a economia local robusta e o crescimento do PIB estão por trás destes números animadores. Além disso, os salários dos trabalhadores têm aumentado em comparação ao ano anterior.

Em contraste, a taxa nacional de subutilização é de 17,8%. No contexto brasileiro, apenas Rondônia, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul apresentam índices mais otimistas que o Paraná.

Com informações da Agência Estadual de Notícias / Foto: José Fernando Ogura-AEN


Compartilhar