Intenção de Consumo das Famílias cresce 5,7% em comparação com julho de 2022

Compartilhar

Foto: Reprodução

Nível de consumo atual dos paranaenses e propensão a compra de bens duráveis estão bem mais elevados do que no ano anterior

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) cresceu 5,7% na comparação com o mesmo mês do ano anterior. O indicador, elaborado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), ficou em 100,2 pontos no mês de julho, mantendo-se na zona de satisfação de 100 pontos.

No cenário nacional, com 99,3 pontos, o indicador está abaixo dessa escala e, apesar do crescimento contínuo desde julho de 2021, ainda é considerado insatisfatório.

Os fatores que mais se destacam na comparação com o mesmo período do ano passado são Momento para Compra de Bens Duráveis, com elevação e 25,8%, e Nível de Consumo Atual, com alta de 20,2%. Também apresentaram aumento na variação anual, os aspectos Renda Atual e Emprego Atual, com 5,2%, Perspectiva Profissional (3,7%) e Perspectiva de Consumo (0,6%). Somente o Acesso ao Crédito ficou negativo, com baixa de 10,7%, evidenciando que os paranaenses estão com mais dificuldades para obtenção de crédito do que no ano passado.

Variação mensal

Na variação mensal, a ICF teve queda de 1,6% em relação a junho. A redução aconteceu em praticamente todos os aspectos que compõem o indicador, exceto o Nível de Consumo Atual, que está 4,4% acima de junho.

Segmentação por renda

Entre as famílias de maior renda houve elevação de 1,2% no indicador em relação a junho, chegando a 109,1 pontos. Já nas famílias com renda até dez salários mínimos apresentam queda de 2,3%, com 98,3 pontos.


Compartilhar