Apenas 37% dos homicídios no Brasil são solucionados, aponta pesquisa

homicídios no Brasil

Um levantamento divulgado pelo Instituto Sou da Paz revela que entre os homicídios cometidos no Brasil em 2019, apenas 37% foram solucionados.
Imagem: Freepik / Foto criada por @fabrikasimf

O Instituto Sou da Paz divulgou nesta terça-feira (2) um levantamento de homicídio no Brasil em 2019. A pesquisa “Onde Mora a Impunidade” revelou que apenas 37% dos casos são solucionados e levados à justiça – o que representa uma queda de sete pontos percentuais comparado ao ano de 2018.

Entre os estados que enviaram informações com a qualidade necessária para compor o índice, Rondônia foi o estado que mais esclareceu homicídios ocorridos em 2019, com percentual de 90% de esclarecimento, seguido pelo Mato Grosso do Sul, com 86%, e Santa Catarina, com 78%.

Já o estado com a menor taxa de esclarecimento de homicídios foi o Rio de Janeiro, com 16% de taxa de elucidação de homicídios, porém que avançou dois pontos percentuais em relação à última edição da pesquisa. O estado com a segunda pior taxa é o Amapá, com 19%, seguido de Bahia, Pará e Piauí, cada um tendo esclarecido 24% dos homicídios ocorridos em seus territórios em 2019.

Para Carolina Ricardo, diretora-executiva do Instituto Sou da Paz, o baixo percentual nacional de esclarecimento de homicídios e a enorme variação entre os estados mostra que o Estado brasileiro ainda tem muito a avançar para aumentar a resposta a esses crimes, garantido aos familiares e à sociedade o direito à verdade e a justiça em relação a essas vítimas.

“A  análise sobre o percentual dos homicídios esclarecidos ajuda a mostrar que o país precisa priorizar e reforçar sua capacidade de investigar e processar esses crimes, que são os mais graves e que atentam contra a vida das pessoas”, afirma Carolina. “Sabemos que nosso sistema de segurança pública e de justiça criminal ainda foca muitos esforços nos crimes patrimoniais e em outros sem violência,  impulsionando prisões provisórias que  lotam o já saturado sistema prisional. É preciso dirigir os esforços e os investimentos, sobretudo, para a investigação e esclarecimento dos crimes contra a vida, onde, de fato, mora a impunidade”, diz.

Clique aqui para ver o levantamento completo.

DADOS INCOMPLETOS

Dezoito estados brasileiros e o Distrito Federal enviaram as informações completas; sete mandaram dados parciais.

Consequentemente, alguns estados brasileiros não entraram para a pesquisa “Onde Mora a Impunidade”, uma vez que a falta de dados consistentes impossibilita o cálculo do indicador.