Ronaldo Nezo é o novo editor do Maringá Post

O Maringá Post tem novo editor. O jornalista Ronaldo Nezo, com mais de 20 anos de experiência, aceitou o convite para comandar o jornal online da cidade. “Estou feliz demais. Acredito que o novo jornalismo acontece no online. E o Maringá Post tem uma proposta ousada, inteligente e, principalmente, faz jornalismo independente, que é tudo o que público quer e precisa. Sou grato aos diretores por me convidarem para estar à frente do jornal”. 

Experiência e formação

O jornalista Ronaldo Nezo é professor nos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda há 17 anos. Entre outras experiências profissionais, passou pelos jornais da cidade – Hoje Maringá, O Diário, é colunista do Jornal do Povo -, foi âncora da rádio CBN por quase 10 anos, apresentou e foi editor-chefe de um telejornal na Band TV Maringá, colunista da Band News, além de ser comunicador na rádio Novo Tempo, do segmento gospel, desde 1996. 

O novo editor-chefe do Maringá Post é formado em Comunicação Social, especialista em Psicopedagogia, mestre em Letras e doutor em Educação pela Universidade Estadual de Maringá. É autor de pesquisas científicas, capítulos de livros, entre outros. 

“Sempre fui apaixonado pela vida acadêmica, mas nunca me desliguei da comunicação. As duas coisas fazem parte do que sou”. 

Embora o mundo digital esteja presente na vida do jornalista desde 2005, quando estreou um blog pessoal sobre política, Nezo conta que está empolgado em viver uma nova experiência. “Tenho muitos anos de rádio, também fiz jornalismo impresso e televisão, mas ainda me faltava viver de fato o jornalismo online”. 

Novo jornalismo 

As tecnologias digitais causaram profundas mudanças na sociedade. Os hábitos de comunicação mudaram. Isso teve influência sobre o jornalismo. “Nem todo mundo ainda entendeu que não se faz jornalismo como se fazia anos atrás. Mesmo que a gente sinta saudade do que tínhamos, a realidade é outra. É necessário se adaptar e fazer uso das ferramentas que estão à nossa disposição”, afirma. 

Quando se trata de consumir informação, Nezo acredita que o público precisa de referências confiáveis. “No passado, a quantidade de veículos de comunicação era menor. Era fácil escolher onde se informar. Hoje, as informações estão em todos os lugares. As redes sociais, inclusive o whatsapp, têm servido de fonte de notícias. Por isso, o jornal precisa estar onde o público está. Isto quer dizer que é necessário produzir conteúdo jornalístico para o Instagram, Facebook, Youtube, Whatsapp etc. Por isso, defendo que o Maringá Post não deve ser apenas o site; trata-se de um jornal online que se ramifica em todas as mídias digitais”. 

Expectativas

Trabalhando desde o primeiro dia de abril no Maringá Post, o primeiro mês foi para conhecer o funcionamento do jornal, a equipe, rotinas e elaborar o projeto que será implementado ao longo dos próximos meses. “Embora existam ações imediatas, defendo que todo projeto necessita se desdobrar em diferentes etapas. Estamos trabalhando para fortalecer a produção do conteúdo jornalístico e ampliar nossa presença nas redes sociais, mas o Maringá Post quer ir além das notícias diárias; nosso objetivo é ser a referência de qualidade e independência editorial do jornalismo regional. Tem muita coisa boa para acontecer”. 

Memória

O novo editor-chefe ainda ressalta a responsabilidade de comandar o jornalismo do Maringá Post. “Este jornal online talvez tenha sido um dos maiores sonhos de uma pessoa que sempre admirei, o jornalista Murilo Gatti. Meu último encontro com ele foi numa mesa redonda que coordenei, envolvendo alunos de jornalismo e de publicidade.

Ele estava lá para falar sobre internet e comunicação e apresentou o Maringá Post. E fez isso demonstrando muita paixão e fé. Hoje, é impossível esquecer que tenho a chance de honrar a memória do Murilo fazendo do Maringá Post o jornal online que ele sempre sonhou”. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.