Paraná envia bombeiros especializados e cães de faro para auxiliar nos trabalhos em Petrópolis

O Paraná enviou neste sábado, 19, uma equipe especializada do Corpo de Bombeiros, incluindo cães de faro, em apoio ao Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, para auxiliar no atendimento a ocorrências e nas buscas por vítimas desaparecidas em Petrópolis. A cidade foi devastada por for fortes chuvas nesta semana.

A missão foi determinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior ontem (18) em sinal de solidariedade e respeito às pessoas atingidas.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior, foram enviados 10 integrantes do Grupo de Operações de Socorro Tático (GOST), três viaturas e quatro cães de faro especializados em busca de vítimas. Parte da equipe, incluindo os cães, vão se deslocar em um avião da Casa Militar da Governadoria para agilizar a chegada ao estado fluminense.

“O Corpo de Bombeiros está preparado com o GOST e com os cães de faro para atuar nesse tipo de operação. Nossa instituição é referência em atendimento nos outros estados e, com certeza, vai ajudar muito nossos irmãos cariocas” destacou o coronel Vasco.

De acordo com ele, a equipe deve atuar na cidade por sete dias, período em que o comando do Corpo de Bombeiros paranaense avaliará a necessidade de envio de outro grupo para substituição.

O Corpo de Bombeiros do Paraná já prestou apoio em outras situações semelhantes em vários estados brasileiros. Em 2008, os profissionais atuaram em um deslizamento de terra em Itajaí (SC) e, também, no rompimento da Represa de Algodões, no ano seguinte, no Piauí. A operação mais recente foi em 2019, na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais.

De acordo com informações levantadas pelo Corpo de Bombeiros do Paraná junto à Corporação do Rio de Janeiro, são mais de 350 bombeiros militares atuando no local diariamente. Até o fechamento desta reportagem (20h20) estavam confirmados 136 óbitos na tragédia e 213 desaparecidos.

As definições do tipo de atuação foram feitas durante tratativas do Corpo de Bombeiros do Paraná com autoridades responsáveis pela operação no Rio. Outros detalhes dos trabalhos da equipe paranaense estão sendo definidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.