Beto Preto confirma: 80% dos casos de covid no Paraná são da variante Ômicron

80% dos casos

O que era desconfiança dos leigos, acaba de ser confirmado pela mais importante autoridade sanitária do Estado, o secretário de Saúde Beto Preto: 80% dos pacientes com covid-19 no Paraná estão infectados pela variante Ômicron.

O secretário, que esteve pela manhã em Londrina, disse que nos sequenciamentos genômicos dos positivados entre os dias 27 de dezembro de 2021 e 2 de janeiro de 2022, a variante Ômicron foi confirmada em 51%. A confirmação foi feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), neste sábado, 15, e Beto Preto falou pela primeira vez no assunto.

Com o avanço dos dias e pesquisas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o índice sobe para 80%.

No boletim da Secretaria da Saude desta sexta-feira, foram contabilizados mais 14.924 novos casos de Covid-19 e duas mortes em decorrência da doença no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os casos identificados pela Fiocruz Paraná serão inseridos no monitoramento oficial do Estado nos próximos dias, após investigação epidemiológica para identificação do perfil dos casos, municípios de residência dos infectados e evolução dos casos.

Puzzi tinha razão

Alguns dias atrás, o secretário de Saúde de Maringá, Marcelo Puzzi, protagonizou uma polêmica ao dizer, durante uma entrevista à repórter Luciana Peña, da Rádio CBN, que em Maringá já havia caso de pessoas infectadas pela nova variante. No mesmo dia, ele voltou atrás, já que ainda não tinha em mãos os resultados dos exames de maringaenses enviados ao laboratório da Fiocruz.

Ele voltou atrás porque não tinha como provar, mas a experiência de quem trabalha com saúde pública, avalizada por dezenas de médicos da linha de frente, já se tinha certeza de que a Ômicron já afetava os maringaenses. E em grande número.

Veja também

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *