Família autoriza doação de órgãos de secretária de Saúde após morte encefálica

secretária de Saúde

A enfermeira Paloma Pissinati tinha 31 anos, era casada e era funcionária de carreira da prefeitura desde 2016 

 

A família da secretária de Saúde de Rolândia, Paloma de Souza Cavalcante Pissinati, autorizou a doação dos órgãos tão logo foi constatada a morte cerebral de Paloma, na manhã desta quinta-feira, 25.

Paloma, de 31 anos, estava internada desde segunda-feira no Hospital Universitário de Londrina, após ter sofrido uma parada respiratória em sua casa. Ela foi diagnosticada com Tromboembolismo Pulmonar Agudo Bilateral e permaneceu em coma desde o momento da parada respiratória.

Paloma era casada, mas ainda não tinha filhos. Paulista de Guarulhos, era enfermeira com mestrado e doutorado,  era servidora de carreira da prefeitura de Rolândia desde 2016 e neste ano foi convidada para assumir a Secretaria de Saúde, onde vinha realizando um trabalho elogiado

A prefeitura de Rolândia não teve expediente nesta quinta-feira em respeito à morte da secretária e o prefeito Ailton Maistro (PSL) decretou luto oficial de três dias no município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *