Novo viaduto integra moradores de Paiçandu à duplicação da PR-323

31 de agosto de 2021
viaduto
A execução da estrutura de concreto está orçada em R$ 2 milhões Foto: DER

As obras de um novo viaduto na PR-323, em Água Boa, distrito de Paiçandu, foram retomadas pelo governo do Estado e são executadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR). A obra de arte especial, localizada no km 164 da rodovia, tem um valor de cerca de R$ 2 milhões para execução de sua estrutura de concreto armado.

Os serviços estão concentrados na fundação do viaduto, no trabalho de contenção do talude da rodovia, na implantação da alça direita de acesso ao viaduto e na duplicação da pista central do km 164 ao km 165. Com a implantação do viaduto, o local ficará totalmente integrado à duplicação da rodovia entre Paiçandu e Doutor Camargo, garantindo aos moradores do distrito e aos usuários a utilização da rodovia com segurança.

A continuidade dos serviços foi possível após a liberação das áreas afetadas pela obra de duplicação na região do distrito de Água Boa.

“Duplicamos a pista entre Paiçandu e Doutor Camargo, e já estamos com a duplicação em andamento de mais um trecho, de Doutor Camargo até a variante do Rio Ivaí, e também a duplicação em Umuarama, que vai resolver o congestionamento do trevo Gauchão. São investimentos que garantem um tráfego de veículos mais seguro e ágil para moradores e usuários da PR-323”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex.

“E essas obras serão retiradas da lista de investimentos previstos na futura concessão, abrindo a possibilidade de negociarmos redução tarifária ou inclusão de outras obras”, explica.

MARGINAL – No município de Paiçandu estão em andamento os serviços de implantação de um emissário para drenagem de águas pluviais próximas à PR-323, o que possibilita também a execução de uma via marginal no lado direito da rodovia, atendendo à questão de mobilidade local dos moradores.

“Com este novo viaduto e a marginal concluímos os serviços neste trecho da PR-323. A pista duplicada entre Paiçandu e Doutor Camargo está inteiramente liberada para o tráfego de veículos desde abril deste ano, e precisávamos apenas destas obras complementares para garantir ainda mais segurança e conforto para condutores e passageiros, tanto no tráfego local quanto no de longa distância. Todos os serviços devem ser concluídos até janeiro do ano que vem”, explica o diretor-geral do DER/PR, Fernando Furiatti.

viaduto
As obras de duplicação da PR-323 já estão com a terraplenagem concluída Foto: DER

 

DUPLICAÇÃO  A duplicação da PR-323 entre Paiçandu, próximo a Maringá, e Doutor Camargo, tem extensão de 20,75 quilômetros. Foram realizados serviços de terraplenagem, drenagem, construção de galeria celular, pavimentação, sinalização e serviços complementares para implantar uma nova pista paralela à existente. Também foram executados uma trincheira no km 158 e um viaduto no km 171. O investimento foi de R$ 89,6 milhões.

Em março deste ano tiveram início os serviços da obra de duplicação de mais 6,3 quilômetros da PR-323, de Doutor Camargo até o local da futura variante do Rio Ivaí. A obra vai incluir vias marginais e um viaduto no município. O investimento é de R$ 38,3 milhões.

No mesmo mês também começaram as obras de duplicação da PR-323 em Umuarama, com previsão de implantar um viaduto no local do atual Trevo Gauchão e uma trincheira no entroncamento com a PR-468, acesso para Mariluz, e vias marginais entre as duas obras de arte especiais. O investimento é de R$ 66,1 milhões.

As três obras contam com recursos do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). E estão na fase inicial de execução as terceiras faixas em pontos críticos da PR-323 entre Doutor Camargo e Iporã, um investimento de R$ 59,3 milhões para atender 22,18 quilômetros identificados como os que apresentam mais potencial para acidentes.

CONCESSÃO – Está previsto no novo programa de concessões rodoviárias, sendo elaborado pelo governo federal, a inclusão das rodovias entre Maringá e Guaíra, o que inclui trechos da PR-323, PRC-272 e BR-272. Está prevista a conclusão da duplicação de todo o trecho entre os dois municípios, ainda nos primeiros dez anos de vigência do contrato, aumentando a segurança e tornando a PR-323 em um dos principais corredores logísticos da região.