Vacinas que perderam temperatura, em Sarandi, não tiveram alteração de qualidade

Por: - 14 de julho de 2021
perda de mais de 1,6 mil doses de vacina
A investigação na UBS Rio de Janeiro é para descobrir o porquê de a porta da câmara fria ter permanecido aberta

As 1.647 doses de vacina que estavam em um refrigerador que passou um fim de semana com a porta aberta, no final de junho na Unidade Básica de Saúde (UBS) Rio de Janeiro, em Sarandi, não sofreram qualquer alteração e estão em perfeitas condições de uso.

A análise foi feita em Curitiba pelos laboratórios da Secretaria de Saúde, após a Secretaria de Saúde de Sarandi pedir apoio da 15ª Regional de Saúde, de Maringá. Eram 610 doses de vacinas contra a covid-19, 440 de vacinas para gripe e 597 doses de vacinas diversas, algumas delas destinadas a prevenção de doenças da infância, num total de 1.647 doses.

Segundo a secretaria, possivelmente algum funcionário da UBS não tenha fechado direito a porta da geladeira e com isso houve alteração de temperatura e na segunda-feira, quando o expediente na unidade de saúde foi retomado, percebeu-se que as vacinas não estavam na temperatura recomendada.

“É uma boa notícia, podermos avisar a população que não houve perda da qualidade das vacinas”, comemorou o prefeito Walter Volpato (PSC). Vacina, principalmente no caso da covid-19, hoje é um dos bens mais preciosos”.

Volpato disse que, apesar da constatação de que não houve perda, a prefeitura continua a investigação para saber o que aconteceu para que o refrigerador estivesse aberto durante um fim de semana.

- Quer receber as notícias no seu WhatsApp? Clique aqui.

Tem uma dica de notícia? Fez alguma foto legal? Registrou um flagrante em vídeo? Compartilhe com o Maringá Post, fale direto com o whats do nosso editor-chefe.