Vacinas que perderam temperatura, em Sarandi, não tiveram alteração de qualidade

perda de mais de 1,6 mil doses de vacina

As 1.647 doses de vacina que estavam em um refrigerador que passou um fim de semana com a porta aberta, no final de junho na Unidade Básica de Saúde (UBS) Rio de Janeiro, em Sarandi, não sofreram qualquer alteração e estão em perfeitas condições de uso.

A análise foi feita em Curitiba pelos laboratórios da Secretaria de Saúde, após a Secretaria de Saúde de Sarandi pedir apoio da 15ª Regional de Saúde, de Maringá. Eram 610 doses de vacinas contra a covid-19, 440 de vacinas para gripe e 597 doses de vacinas diversas, algumas delas destinadas a prevenção de doenças da infância, num total de 1.647 doses.

Segundo a secretaria, possivelmente algum funcionário da UBS não tenha fechado direito a porta da geladeira e com isso houve alteração de temperatura e na segunda-feira, quando o expediente na unidade de saúde foi retomado, percebeu-se que as vacinas não estavam na temperatura recomendada.

“É uma boa notícia, podermos avisar a população que não houve perda da qualidade das vacinas”, comemorou o prefeito Walter Volpato (PSC). Vacina, principalmente no caso da covid-19, hoje é um dos bens mais preciosos”.

Volpato disse que, apesar da constatação de que não houve perda, a prefeitura continua a investigação para saber o que aconteceu para que o refrigerador estivesse aberto durante um fim de semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *