Leclerc fatura pole do GP da França e mantém reação da Ferrari na Fórmula 1

Imagem: twitter

Depois de ser superado no treino livre pela manhã deste sábado, o monegasco Charles Leclerc confirmou o seu bom momento no Mundial de Fórmula 1 e bancou a Ferrari na pole position do GP da França. Com uma volta espetacular nos segundos finais do treino, ele marcou 1min30s872, deixando o holandês Max Verstappen em segundo lugar.

A definição do grid foi cercado por forte calor. A temperatura superou os 30 graus e contou com arquibancadas lotadas. O piloto monegasco obteve a sua 16ª pole na carreira e a sétima conquistada na temporada. Vencedor da última prova, realizada na Áustria, ele parte para a segunda vitória seguida de olho em reduzir a vantagem de Verstappen na liderança da classificação.

Na disputa deste sábado, Leclerc contou com a ajuda de Carlos Sainz Jr., seu companheiro de Ferraro. Sem chance de conseguir a pole por conta da punição por trocar a unidade de potência, ele ajudou o companheiro de equipe ao abrir o vácuo para dar mais velocidade ao piloto monegasco.

“A ajuda do Carlos foi muito importante e fizemos uma volta muito boa. O ritmo deles (Red Bull) foi muito forte, mas nosso carro se comportou bem”, comentou Leclerc após garantir o primeiro lugar no grid.

Um pouco desanimado por deixar escapar o primeiro posto, Verstappen disse estar animado para a corrida de domingo. “De uma forma geral foi bom. Somos mais rápidos nas retas e acho que temos boas chances amanhã”, afirmou o líder na classificação do Mundial de Pilotos.

No treino classificatório, Ferrari e Red Bull se alternaram no briga pelo melhor tempo. A escuderia italiana, que tenta emplacar a sua terceira vitória seguida, teve Charles Leclerc com o carro mais ajustado e assumiu a ponta. Verstappen, porém, também andou rápido e obteve o melhor tempo em várias oportunidades do classificatório.

Sainz teve problemas no Q3, a última sessão do treino, e permitiu a presença das duas Mercedes com George Russell em quarto, seguido de Lewis Hamilton e no final ajudou Leclerc na pista a conseguir o melhor tempo no final da atividade oficial.

Numa clara demonstração de que muito estava sendo guardado para o treino classificatório, Charles Leclerc estabeleceu o melhor tempo do final de semana logo no início do Q1 ao marcar 1min31s727, superando a marca de Verstappen no terceiro e último treino livre, que foi de 1min32s272.

No Q2, a briga entre Ferrari e Red Bull pelos melhores tempos se confirmou com predomínio da equipe italiana que teve Sainz e Leclerc com as melhores marcas deixando Verstappen e o mexicano Sergio Pérez, pilotos da Red Bull, logo atrás. Hamilton apareceu em quinto com sua Mercedes, apresentou evolução ao final da sessão e encerrou o trabalho garantindo a quarta colocação no grid.

O grid deste domingo sofrerá duas mudanças em relação ao resultado do treino classificatório. Tanto Sainz quanto o dinamarquês Kevin Magnussen sofreram punições por conta de troca de componentes dos seus motores. O piloto da Ferrari, após ser o nono mais veloz da classificação, largará somente do 19º posto. Magnussen, da Haas, sairá do 20º e último lugar.

A corrida no tradicional circuito de Paul Ricard, que terá 53 voltas em seu total, tem início previsto para as 10h deste domingo (horário de Brasília).

Confira o grid de largada para o GP da França:

1.º – Charles Leclerc (MON/Ferrari)

2.º – Max Verstappen (HOL/Red Bull)

3.º – Sergio Pérez (MEX/Red Bull)

4.º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes)

5.º – Lando Norris (ING/McLaren)

6.º – George Russell (ING/Mercedes)

7.º – Fernando Alonso (ESP/Alpine)

8.º – Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri)

9.º – Daniel Ricciardo (AUS/McLaren)

10.º – Esteban Ocon (FRA/Alpine)

11.º – Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo)

12.º – Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin)

13.º – Alexander Albon (TAI/Williams)

14.º – Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri)

15.º – Lance Stroll (CAN/Aston Martin)

16.º – Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo)

17.º – Mick Schumacher (ALE/Haas)

18.º – Nicholas Latifi (CAN/Williams)

19.º – Carlos Sainz Jr. (ESP/Ferrari)*

20.º – Kevin Magnussen (DIN/Haas)*

* Ambos os pilotos sofreram punição.

Estadão Conteúdo