Dheimison salva o Maringá de mais uma derrota

maringa fc vai a

Os torcedores maringaenses que compareceram ao Estádio Willie Davids na noite desta quarta-feira, 26, para ver o Maringá Futebol Clube buscar sua reabilitação frente o Athletico Paranaense, viram a atuação um goleiro como há tempos não se via no WD, um atacante desacreditado entrar aos 38 minutos do segundo tempo e mudar totalmente um time até então apático e perdido em campo. Dheimison e Leonardo se consagraram, mas o que marcou a partida foi uma vergonhosa briga de torcidas.

A participação do Maringá FC na segunda rodada do Paranaense terminou em 0 a 0, mas o time da casa poderia ter perdido por uns 3 a 0 ou mais se não fosse o fato de o goleiro Dheimison estar em noite de graça.

Outra novidade para a torcida foi o atacante Leonardo de Souza. Atleta formado no Matsubara, mas que fez toda a carreira no exterior, principalmente nos Emirados Árabes, ainda não tinha estreado por falta de entrosamento com o time nos treinos, foi praticamente obrigado a entrar pelo fato de o atacante Alemão estar vivendo um período de baixa.

Leonardo estreou pelo Maringá FC aos 38 minutos e já no primeiro lance levantou a torcida por quase abrir o placar. Nos minutos seguintes, o que se viu foi o Maringá no ataque, sempre com perigo, sob o comando de Leonardo, que além de atacar, mostrou não ser fominha e servia os companheiros com bons passes. Aos 45 minutos, Leonardo puxou um contra-ataque perigoso, poderia ter feito gol ele mesmo, mas preferiu passar para Mirandinha, que estava desmarcado, mas Mirandinha acabou chutando por cima.

Mirandinha se redimiu aos 47 em uma cobrança de falta que só não foi perfeita porque o goleiro do Athlético estava muito bem na partida.

Essa mudança de ritmo no final do segundo tempo mostrou um time muito diferente daquele que atuou até os 30 minutos do segundo tempo, que só se defendeu e, inexplicavelmente, não se viu interferência do técnico.

Na noite que consagrou Leonardo e Dheimison, outro fato que marcou a volta da torcida ao estádio foi a briga entre torcedores do Maringá com uma torcida organizada do Furacão. Segundo quem estava próximo, torcedores maringaenses provocaram os atleticanos, que estavam isolados, até que a torcida organizada que tinha vindo a Maringá quebrou um portão e partiu para cima do pequeno grupo maringaense. A briga terminou com gente ferida.

As imagens feitas pelo Canal Monique Vilela mostra parte do cenário de guerra

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.