Confira 7 medidas para reduzir os riscos e fortalecer a segurança online

segurança digital
Compartilhar

A era digital trouxe inúmeras vantagens e facilidades, mas também expôs as pessoas e organizações a uma ameaça crescente: os vazamentos de dados.

Recentemente, veio à tona mais um evento alarmante. Mas desta vez, de abrangência mundial, com um extenso banco de informações (vazadas) sobre praticamente todas as empresas brasileiras e muitas empresas estrangeiras, deixando-as expostas na esfera digital.

A origem desses dados ainda é incerta, porém, uma conclusão é clara: para empresas e indivíduos que ainda não compreenderam a importância de adotar comportamentos seguros online, esse vazamento demonstra que não há ambiente completamente seguro na internet.

Uma rápida pesquisa revela a gravidade da situação, uma vez que senhas de acesso de hospitais, instituições bancárias, academias, prefeituras, forças policiais, usinas e outros setores estão visíveis nesta base de dados.

A extensão e a diversidade dos setores afetados se estendem até para pessoas comuns, demonstrando que nenhum campo está imune aos riscos inerentes aos vazamentos de dados.

De acordo com o levantamento feito pela SurfShark, especializada em privacidade, o Brasil ocupou o 12º lugar entre os países que mais contabilizaram episódios de vazamento de dados no primeiro trimestre de 2022.

A pesquisa também revelou que a maioria dos brasileiros tiveram seus dados expostos através de informações na internet. Entre os vazamentos estão: email, senhas, números de telefones, documentos pessoais (CPF, RG etc.) e outras informações sensíveis.

Além disso, segundo estimativas da empresa de segurança digital Acronis, os custos médios das violações de vazamentos de dados têm o potencial de ultrapassar a marca de R$ 25 milhões em 2023.

Entre as descobertas do relatório, uma crescente na quantidade de vazamentos de dados de 60% em 2022. A maioria dos golpes foi efetuado em e-mails, por meio de uma técnica recorrente, conhecida como phising, um ataque simples, porém muito eficaz.

Tais eventos reforçam a necessidade urgente de uma mudança de paradigma em relação à segurança de dados, visto que esta exposição compromete a confidencialidade das informações, aumenta o potencial de fraudes, roubo de identidade e abre caminho para ações maliciosas.

Embora seja impossível eliminar completamente os riscos de vazamentos de dados, é essencial que empresas e indivíduos estejam preparados para enfrentar esses desafios.

A segurança cibernética deve ser encarada como uma prioridade, não apenas como uma reação aos vazamentos, mas como um princípio fundamental desde o início de qualquer atividade digital. Somente assim poderemos estabelecer um ambiente online mais seguro e proteger nossa privacidade e confidencialidade das informações.

Isto porque os vazamentos de dados têm consequências significativas: as vítimas de vazamentos de dados podem enfrentar roubo de identidade, fraude financeira, invasão de privacidade, chantagem ou outros tipos de abusos.

Para as empresas, os vazamentos de dados podem resultar em danos à reputação, perda de confiança dos clientes, penalidades legais e financeiras, e impacto negativo nos negócios como um todo.

Muitos de nós já nos pegamos com os seguintes pensamentos: “Eu não devo nada, por que devo me preocupar com um vazamento de dados?”; “Quem iria querer algo de mim?” ou “Não tenho nada comprometedor.”

São compreensíveis tais pensamentos, mas existem razões pelas quais todos devem se preocupar:

  1. Privacidade: mesmo que pense não ter informações sensíveis, como as financeiras, suas informações pessoais, como nome, endereço, número de telefone e histórico de compras podem ser valiosas para pessoas mal-intencionadas. Esses dados podem ser usados para fins de marketing indesejado, spam, phishing ou até mesmo roubo de identidade.
  2. Efeito cascata: embora você possa não ser diretamente afetado por um vazamento de dados, estas ações podem ter um efeito cascata. Se uma empresa em que você tem um cadastro ou realiza transações é comprometida, suas informações podem ser utilizadas para acessar outras contas ou serviços nos quais você está registrado. Além disso, se um contato seu é vítima de um vazamento, seus dados pessoais também podem ser afetados indiretamente.
  3. Consequências futuras: as informações que você considera inofensivas hoje, podem ser usadas contra você no futuro. Lembre-se que os vazamentos de dados podem resultar na combinação de várias fontes de informações para criar um perfil completo de uma pessoa. Isso pode abrir portas para ataques mais sofisticados ou até mesmo para a manipulação de informações.
  4. Confiança nas instituições: vazamentos de dados afetam a confiança nas instituições, sejam elas empresas, organizações governamentais ou provedores de serviços. Quando ocorre um vazamento, isso pode abalar a confiança do público e afetar a reputação da instituição responsável, independentemente de sua relação direta com o incidente.

Como posso me proteger de forma mínima contra esses vazamentos de dados?

Embora seja impossível garantir uma proteção absoluta, existem medidas que podem reduzir os riscos e fortalecer a segurança online:

  • Senhas fortes e únicas

Utilize senhas robustas para suas contas, evitando informações óbvias ou facilmente adivinhadas. Procure criar senhas longas, com uma combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Além disso, não utilize a mesma senha para diferentes contas, pois isso reduzirá o impacto de um vazamento em massa.

  • Autenticação de dois fatores (2FA)

Sempre que possível, ative a autenticação de dois fatores para suas contas. Esse método adiciona uma camada extra de segurança, exigindo que você forneça uma segunda forma de autenticação, como um código enviado por SMS, um aplicativo de autenticação ou uma chave de segurança física.

  • Atualização constante

Mantenha seu sistema operacional, aplicativos e dispositivos atualizados com as últimas correções de segurança. As atualizações frequentemente incluem patches para vulnerabilidades conhecidas, ajudando a proteger seus dispositivos contra possíveis ataques.

  • Consciência sobre phishing

Esteja atento a e-mails, mensagens ou links suspeitos que possam direcioná-lo para sites fraudulentos ou solicitar informações pessoais. Evite clicar em links desconhecidos ou fornecer dados confidenciais sem ter certeza da autenticidade da fonte.

  • Proteção antivírus e firewall

Instale e mantenha atualizado um software antivírus confiável em seus dispositivos. Isso ajudará a detectar e bloquear possíveis ameaças. Além disso, certifique-se de que um firewall esteja ativado em seu sistema para filtrar o tráfego de rede indesejado.

  • Educação em segurança digital

Invista em sua própria conscientização sobre segurança online. Fique informado sobre as últimas ameaças e técnicas de ataque, participe de treinamentos de segurança cibernética e esteja atualizado com as práticas recomendadas para proteger suas informações.

  • Minimize a divulgação de informações pessoais

Tenha cautela ao compartilhar informações pessoais online. Reveja as configurações de privacidade nas redes sociais e evite divulgar detalhes sensíveis, como data de nascimento, número de telefone ou endereço, a menos que seja estritamente necessário.

No mundo corporativo, o que é possível fazer?

A segurança cibernética é um processo contínuo e dinâmico. Por isso, a implementação de uma política abrangente de segurança da informação, aliada à realização de testes de penetração periódicos (pentests) e à capacitação de profissionais especializados desempenham um papel crucial na elevação da segurança e na mitigação de riscos.

Além disso, a conscientização dos funcionários é um fator-chave para a segurança da informação. O tema deve ser abordado como uma responsabilidade coletiva, incentivando os colaboradores a relatar atividades suspeitas e a desempenhar um papel ativo na proteção dos dados da organização.

Por fim, o monitoramento contínuo desempenha um papel crucial na detecção precoce de atividades maliciosas ou violações de segurança. A implementação de sistemas de monitoramento eficazes permite identificar comportamentos anormais, intrusões ou tentativas de acesso não autorizado. Ao detectar essas atividades de forma proativa, as organizações podem responder rapidamente, mitigando os danos potenciais e implementando as medidas necessárias para fortalecer ainda mais a segurança.

Com um enfoque holístico na segurança da informação, as organizações estarão mais bem preparadas para enfrentar as ameaças em constante evolução e proteger seus dados confidenciais.

Foto: Freepik


Compartilhar