Socialização dos cachorros com as pessoas

Na última live do “Papo Pet” com a PetSkill no instagram do Maringá Post, Débora Istchuck tratou sobre a socialização de cachorros filhotes com o ambiente e outros animais. Na live desta sexta-feira (24), Débora falou sobre essa socialização entre cachorros e humanos. Clique AQUI para assistir.

Débora afirmou que diferentemente de nós seres humanos que nos comunicamos pela linguagem, seja ela falada ou em libras, os cachorros se comunicam de outras formas, como por exemplo pelo faro e postura corporal.

Segundo ela, os cães não entendem as palavras que são ditas, eles aprendem entonações e alguns comandos que fazem parte da rotina deles, relacionando tudo com o contexto e a consequência das situações.

Para os cachorros generalizarem os comandos, é preciso que os processos se repitam em diversos contextos. Como assim? Por exemplo, se dentro de casa o cachorro entende um comando específico muito bem, e quando sai de casa não entende o mesmo comando, quer dizer que para ele o comando não fez sentido por conta do contexto, e não por que o cachorro está fazendo birra.

Você sabia que, chegar fazendo carinho em um cachorro desconhecido, não transmite necessariamente para ele que você é uma pessoa confiável? Pois é, chegar em um cachorro desconhecido fazendo carinho não é a melhor maneira de socializar e buscar ganhar a confiança dele, pois para ele isso é invasão de espaço.

Comida é um meio “universal”, segundo Débora, para ganhar a confiança de um cachorro. basicamente, ao oferecer uma recompensa que o cachorro goste, como petiscos, em busca da confiança dele, é como dizer “eu sou uma pessoa legal, você pode confiar em mim e socializar comigo”.

É muito importante também, que que as pessoas escolham e saibam sobre os cachorros que elas irão comprar ou adotar. o ambiente ideal para se ter um cachorro, criá-lo de maneira saudável e feliz, irá depender dos perfis e características especificas de cada raça, por exemplo.