Como cuidar do bem-estar do seu pet no frio?

Dados da Abinpet (Associação Brasileira da Indústria de Produtos Para Animais de Estimação) apontam o Brasil como o terceiro país do mundo com maior população de animais domésticos.

Ao todo são 139,3 milhões de animais de estimação, sendo 54,2 milhões cães, 23,9 milhões gatos, 19,1 milhões peixes, 39,8 milhões aves e mais 2,3 milhões de outros animais, como coelhos e hamsters.

Os animais domésticos já fazem parte do cotidiano do brasileiro, principalmente os cães. Esses animais tão queridos, também merecem maior atenção com relação ao clima frio que acomete diversas regiões do país nessa época do ano.

É muito comum que petshops vendam roupinhas específicas para cachorros, e elas são super indicadas para aquecer, principalmente os cães de pelo curto. No entanto, não são todos os cachorros que aceitam roupinhas, ou até mesmo que se incomodam a ponto de passarem frio.

Mesmo assim, é importante que os tutores deixem uma caminha ou coberta disponíveis, em um lugar sem úmidade, para os animais que não gostam de usar roupas no frio. Cães da raça São Bernardo, por exemplo, tendem até a ficarem mais calmos no clima frio do Brasil, que não chega nem aos graus negativos, pois são originários da Suíça.

Vale lembrar também que cães de pelo longo que utilizam roupas no frio devem ser escovados pelo menos uma vezz ao dia, sempre que usarem as roupinhas, para desfazer qualquer nó nos pelos.

Diferentemente de nós humanos, que tomamos banho todos os dias, o recomendado para os cães é no máximo banho uma vez na semana. O processo e banho dos cachorros também é diferente do nosso. Eles precisam de um pré-banho, para a retirada de nós, seguido do banho em si, e a secagem que é realizada em dois passos.

Primeiro o excesso de água é assoprado dos pelos, e em seguida um secador específico é utilizado para secar o animal. Uma secagem bem feita é de extrema importância para não criar fungos, bactérias ou problemas clínicos de pele ou pelo nos cãezinhos.

Além disso, é muito importante que os produtos utilizados nos banhos sejam específicos para cachorros, nem mesmo produtos neutros de bebês devem ser usados, para respeitar o ph e o pelo desses animais.

Quer saber mais dicas sobre os bichinhos de estimação? Clique AQUI para acessar a live do instagram do Maringá Post sobre cuidados com os cães; e AQUI para acessar a Coluna Pet,postada semanalmente no Maringá Post.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.