Acusado de triplo homicídio, em Umuarama, é condenado a mais de 80 anos de prisão

Compartilhar

Vítimas eram a esposa e os sogros do acusado do crime, ocorrido em 2021. Além da prisão, Justiça também determinou o pagamento de uma indenização, de R$ 400 mil, aos familiares das vítimas.

Por Victor Ramalho

Foi condenado a mais de 80 anos de prisão um acusado de triplo homicídio, em Umuarama. Jean Michel de Souza Barros foi apontado como o responsável pela morte da esposa e dos sogros. O julgamento do empresário, que iniciou na quinta-feira (29), foi concluído na madrugada de domingo (3), com o anúncio da sentença.

Ao todo, Jean foi condenado a 83 anos de prisão e ao pagamento de uma indenização, de R$ 400 mil, aos familiares das vítimas. O Ministério Público pedia a condenação dele pelo triplo homicídio. A defesa irá recorrer da sentença.

O crime, de acordo com a Polícia Civil, ocorreu no dia 8 de agosto de 2021, na residência onde a família morava na Zona 2, em Umuarama. Na época o sogro, de 65 anos e a sogra, de 59 anos, foram encontrados mortos na cozinha da casa enquanto a esposa do acusado, de 39 anos, foi encontrada sem vida em uma banheira, todos com perfurações de faca.

Os corpos das vítimas só foram encontrados no dia seguinte, por uma empregada. A investigação da Polícia Civil, na ocasião, apontou que nada havia sido levado da residência, descartando a possibilidade de latrocínio. Jean foi preso dias após o crime, após as investigações apontarem para sua possível autoria.

Imagem Ilustrativa/Foto/Danilo Martins – Obemdito


Compartilhar

Autor

Notícias Relacionadas