Setores de serviços e turismo do Paraná acumulam alta de 11,4% em 2023, aponta IBGE

Compartilhar

Dados econômicos divulgados nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmam o bom momento do setor de serviços no Paraná. O segmento acumula uma alta de 11,4% entre janeiro e novembro de 2023 em relação ao mesmo período de 2022, bem acima da média nacional, que foi de 2,7% neste intervalo de tempo, e que representa o terceiro melhor resultado do País, atrás apenas de Mato Grosso (17%) e Tocantins (11,6%).

Todos os segmentos tiveram variação positiva no último ano, sendo a maior dos serviços profissionais, administrativos e complementares, de 16,7%, seguido por transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (12,9%), serviços prestados às famílias (5,2%) e serviços de informação e comunicação (4,4%), além de alta de 7,4% para os demais serviços. O crescimento estadual foi exatamente o mesmo registrado para o setor do turismo, que é analisado separadamente pelo IBGE.

No comparativo mensal entre outubro e novembro, a alta do segmento no Estado foi de 2,4%. A variação proporcional ficou 2 pontos percentuais acima da média nacional, que foi de 0,4% no mesmo período entre os dois meses, além de ser a terceira maior do Brasil, atrás apenas do Mato Grosso do Sul (4,8%) e do Mato Grosso (3,1%).

Em relação a novembro de 2022, as atividades econômicas ligadas ao setor de serviços tiveram alta de 9,2% no Paraná. O movimento ocorreu em sentindo oposto ao cenário nacional, que registrou queda de 0,3% neste recorte. Neste quesito, o Estado foi vice-líder nacional, tendo o Mato Grosso com melhor resultado, com crescimento de 18,1%.

TURISMO – Apesar de uma pontual variação negativa em novembro, acompanhando o cenário nacional, motivada pelo aumento das passagens aéreas, as atividades turísticas no Paraná acumularam alta de 11,4% nos 11 meses de 2023 já analisados pelo IBGE. O resultado foi impulsionado pelos aumentos de volume de turistas utilizando os serviços de empresas dos ramos de locação de automóveis, restaurantes, serviços de bufê, hotéis, agências de viagens, transporte aéreo e rodoviário ao longo do ano passado.

O índice do Paraná de 2023 (11,4%) foi o melhor do Sul do País, à frente de Santa Catarina (7,7%), e do Rio Grande do Sul (2,6%). Em nível nacional, o resultado só não foi melhor do que o obtido por Minas Gerais (16,5%), Bahia (12,6%) e Rio de Janeiro (11,6%), estados com tradição no setor.

SOBRE A PESQUISA – A Pesquisa Mensal de Serviços produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no país, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação. Os resultados completos em nível nacional e estadual podem ser consultados no sistema Sidra do IBGE.

Esta é a 11ª divulgação da nova série da pesquisa, que passou por atualizações na seleção da amostra de empresas, além de alterações metodológicas, com o objetivo de retratar mudanças econômicas na sociedade. A próxima divulgação da Pesquisa Mensal de Serviços, referente a dezembro de 2023, será em 9 de fevereiro.


Compartilhar