Maringá vai contratar empresa para realizar serviços de coleta seletiva: valor do edital é de R$ 12 milhões

Compartilhar

Licitação foi publicada nesta semana, no Portal da Transparência, com vencedor sendo anunciado no dia 22 de janeiro de 2024. Atualmente, serviço é realizado pelo próprio município.

Por Victor Ramalho

Maringá vai contratar uma empresa para cuidar dos serviços de coleta seletiva de recicláveis, que incluem tanto a coleta quanto a destinação para as cooperativas. Um edital de licitação foi publicado nessa terça-feira (19), no Portal da Transparência.

De acordo com o memorial descritivo, o município está disposto a investir até R$ 12,5 milhões pelo contrato. A empresa vencedora, que será anunciada no dia 22 de janeiro, deverá realizar a coleta dos resíduos de 2 a 3 vezes por semana em todas as regiões da cidade.

O contrato prevê que a empresa vencedora forneça os caminhões e os profissionais responsáveis pelo serviço. Ainda conforme o edital, a Prefeitura prevê a contratação de até 13 caminhões para coleta, com cada um tendo uma equipe composta por 1 motorista e 3 coletores.

O memorial descritivo também traz o itinerário que cada caminhão deverá cumprir, com uma rota estimada de 120 km diários entre a coleta e a destinação dos recicláveis para 3 cooperativas da cidade, todas no Parque Industrial.

O contrato prevê o pagamento do serviço no modelo de diárias. Ao todo, o edital prevê 4.212 diárias que, conforme o próprio documento, são equivalentes a 27 diárias no mês em um período de 12 meses, que é o prazo de duração do contrato, para cada um dos caminhões. Por cada diária, o município está disposto a pagar R$ 2.968,84, totalizando os R$ 12,5 milhões do edital.

De acordo com um itinerário publicado no próprio site da Prefeitura de Maringá, mais de 300 núcleos habitacionais da cidade são contemplados com os serviços semanais de coleta seletiva. Ainda conforme estimativas do próprio município, a cidade produz, por dia, pouco mais de 300 toneladas de lixo, entre recicláveis e orgânicos.

Atualizado às 15h. Diferente do que havia sido informado, o serviço de coleta seletiva já é terceirizado; porém, como o contrato vai vencer, a prefeitura abriu nova licitação. 

Imagem Ilustrativa/Arquivo/PMM


Compartilhar