Mulher de 70 anos dá à luz gêmeos após tratamento de fertilização in vitro em Uganda

fertilização in vitro
Compartilhar

Na última quarta-feira (29), uma mulher de 70 anos se tornou a mãe mais velha do continente Africano. Safina Namukwaya deu à luz gêmeos saudáveis, após passar por um tratamento de fertilização in vitro. O caso aconteceu em Kampala, capital de Uganda.

Safina Namukwaya recebeu o tratamento no Hospital Internacional da Mulher e Centro de Fertilidade (Women’s Hospital International and Fertility Center), uma clínica especializada nos cuidados de saúde reprodutiva.

Em entrevista à imprensa de Uganda, Namukwaya relata que teve dificuldades durante a gravidez, não só pela idade, mas também porque foi abandonada pelo companheiro.

“Os homens não gostam que você diga que está grávida de mais de um filho. Desde que fui internada aqui, meu homem nunca mais apareceu”, lamentou ela.

Em 2020, ela já havia dado à luz uma menina e disse que sentiu o desejo de engravidar após ser ridicularizada por não ter filhos.

“Eu cuidava dos filhos das pessoas e os via crescer e me deixarem sozinha. Eu me perguntava quem cuidaria de mim quando eu envelhecesse”, compartilhou Namukwaya.

Apesar das dificuldades, ela expressou gratidão pelo nascimento dos gêmeos, dizendo que foi um “milagre”.

Segundo o hospital, tanto a mãe quanto os bebês estão bem. Para os profissionais, esse acontecimento extraordinário vai além de um sucesso médico: “Trata-se da força e resiliência do espírito humano”.

FERTILIZAÇÃO IN VITRO

Esta não é a primeira vez que uma mulher na faixa etária avançada dá à luz após tratamento de fertilização in vitro. Em 2019, uma mulher indiana de 73 anos também deu à luz gêmeos, evidenciando os avanços na medicina reprodutiva.

Embora a gravidez em idades avançadas apresente desafios, os avanços na medicina permitem a realização do sonho da gravidez. O processo envolve a fertilização de um óvulo em laboratório, seguido pela colocação do embrião resultante no útero para desenvolvimento.

Foto: Freepik


Compartilhar