Saiba quem é Erick Bocardi, empresário e palestrante que já morou em favela de Sarandi e que hoje fatura mensalmente R$ 5 milhões em vendas online

Compartilhar

Erick Bocardi emocionou plateia no Alphaville, em São Paulo, ao contar sua própria história de vida: da fome nas ruas de Sarandi à gestão de uma empresa com 1,5 mil oportunidades de trabalho

Fome, frio, ausência de um teto e solidão. Ingredientes dramáticos na infância do jovem Erick Bocardi, de 34 anos, que poderiam ter levado o empresário de Sarandi a optar por caminhos errados. Mas não: ele resolveu encarar tudo isso como grande aprendizado para que jamais desistisse de lutar.

Essa história de autossuperação é um dos temas da palestra que ele desenvolveu com objetivo de motivar moradores de Sarandi e região a nunca desistirem de um sonho, independentemente de onde mora ou das condições sociais. A mesma palestra que ele apresentou recentemente em Alphaville, em São Paulo, durante um concurso criado pelo Instituto Deandhela e que o premiou como um dos melhores palestrantes do País.

Graças ao feito, o sarandiense conquistou uma agenda cheia para também contar um pouco dessa história em outros lugares do Brasil, e até em outros países. “Parece meio clichê, mas eu só quero realmente poder contar a minha história com grande sinceridade para que mais pessoas sejam impactadas, para que elas passem a acreditar que o trabalho e a persistência seguindo pelo caminho do bem terá como consequência o alcance de grandes coisas na vida”, diz ele.

Após emocionante palestra no Alphaville, Erick Bocardi (vestido de engraxate) conquistou premiação que hoje colocou o sarandiense no circuito de palestras pelo País

Da fome aos R$ 5 milhões
Hoje, Bocardi é um empresário bem sucedido de Sarandi, na região metropolitana de Maringá. Tem faturamento mensal de R$ 5 milhões em uma empresa que conta com 20 funcionários e que oferece um método para aproximadamente 1,5 mil pessoas conquistarem renda mensal trabalhando dentro de casa e precisando contar apenas com um aparelho de celular em mãos e um sinal de Wi-Fi para conexão de internet.

Mas nem sempre foi assim, e as provações de um passado sofrido pelas ruas de Sarandi após perder a mãe ainda pequeno e tendo que cuidar do pai, debilitado por problemas de saúde mental, forjaram uma capacidade de resiliência determinante para que Bocardi conquistasse tudo o que tem. Época em que o jovem passava boa parte do tempo perambulando pelas ruas da cidade ou cuidando do próprio pai dentro de um barraco em que moravam, numa extinta favela de Sarandi.

Barraco em Sarandi onde Erick Bocardi passou a infância, sem mãe e cuidando do pai, com problemas de saúde

Pelas ruas sarandienses, Bocardi fazia de tudo um pouco para driblar o drama da fome e da escassez de recursos que permitissem o mínimo para uma infância digna. A noção dos negócios forjando um empreendedor nato já aos 9 anos de idade foi determinante para ele, que trabalhava como engraxate, conquistar o que ele já chamava de clientes, mesmo tão pequeno.

“Meus clientes tinham hora marcada para engraxar o sapato, eu conferia minha agenda antes de marcar a prestação do serviço, e todo mundo começou a pensar que eu tivesse um diferencial como engraxate justamente por demonstrar essa procura. Às vezes não tinha um sapato sequer para engraxar, mas eu me fazia de difícil (risos)”, relembra.

O jovem era mais conhecido como Sandrinho, época em que a moeda de 25 centavos ou um copo de caldo de cana após engraxar sapato já eram suficientes para que Bocardi começasse a sonhar com dias melhores.

O Polidor de Calçados

“Meu nome é Erick Sandro Bocardi, por isso o pessoal me chamava de Sandrinho, que morava em um barraco na favela de Sarandi e que nem por isso deixaria de aprender e lutar. Eu aprendi muito nas ruas a lidar e a conversar com pessoas. Eu aprendi a encantar os clientes, e descobri que cada negócio pode e deve ter o seu próprio encantamento. Exemplo disso? Eu nunca me intitulei como engraxate: eu era o Sandrinho, o polidor de calçados!”, conta Bocardi.

Sandrinho, o Polidor de Calçados: da infância sofrida ao sucesso em Sarandi

Em referência à famosa marca de tinta para sapatos amplamente utilizada nos “polimentos de calçados”, Bocardi criou o método “Nuget” desde novo, e isso também foi incorporado nas palestras do empresário sarandiense.

Ele explica em detalhes o Método Nuget: “O N é de Novo, eu sempre queria trazer algo ‘novo’ para o cliente; o U vem da apresentação ‘ultrafantástica’, já que algo ‘apenas’ fantástico já não é suficiente para se diferenciar no mercado; o G é de gentileza, e isso o Sandrinho sempre aplicou, algo que eu também levei para o mundo corporativo e que faz toda a diferença; o E é de escassez, e aí relembro aquela história dos clientes do Sandrinho, que tinha tanto cliente para polir calçados que seria preciso agendar e ainda torcer para ter um horário; por fim, o T é de trabalho duro, algo que sempre foi uma regra no meu cotidiano e que, acreditem, nos leva a grandes resultados.”

ERICK BOCARDI – O ENGRAXATE
Instagram: @erick.bocardi
Contato para quem deseja conhecer e trabalhar com o Método Home Office de Erick Bocardi: (41) 98436-5929
Contato de Noemi Brito, head de Marketing: (44) 99918-4793


Compartilhar