Casal mata recém-nascida por dúvida de paternidade e esconde corpo em buraco na cozinha

Compartilhar

Foto: Reprodução / Policia Militar 

A polícia civil de Santa Catarina prendeu no domingo (12) um casal de 22 anos que confessou ter matado a própria filha recém-nascida. A mãe asfixiou a criança logo após o parto e o pai enterrou o corpo em um buraco na cozinha da casa. O motivo alegado pelo casal foi a dúvida sobre a paternidade da menina. As informações foram publicadas pela redação do Bem Paraná.

Segundo a polícia, a mãe deu à luz em casa na sexta-feira (10) e levou a criança ao hospital, onde foi constatado que ela estava morta. A mãe disse que a filha nasceu sem vida, mas a perícia apontou que ela foi asfixiada. A polícia foi acionada e encontrou o corpo da criança enterrado na cozinha, embaixo da geladeira. O pai admitiu que fez o buraco e escondeu o corpo.

O hospital informou que a criança era saudável e não apresentava nenhum problema de saúde. O casal disse que não queria a filha porque não tinha certeza se ela era realmente do pai. Eles foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva decretada pelo juiz da vara Criminal da comarca de Caçador. O processo corre em segredo de justiça.


Compartilhar