Adolescente com deficiência mental volta para a mãe após viver com homem que a estuprou

Compartilhar

Foto: Divulgação

Uma adolescente de 14 anos que havia sumido de Curitiba em janeiro de 2023 foi resgatada pela polícia no início de novembro em Rebouças, no Paraná. Ela estava morando com um homem de 46 anos, que se dizia seu marido e que foi preso por estupro de vulnerável e subtração de incapaz. As informações são da jornalista Millena Sartori, do g1 PR.

A jovem, que tem deficiência mental moderada, conforme laudo médico, foi levada para a casa da mãe, que havia registrado o desaparecimento dela há 10 meses. A mãe contou que a filha disse que ia fugir com o homem antes de sumir.

O caso foi descoberto depois que o Conselho Tutelar recebeu uma denúncia sobre o paradeiro da adolescente. O delegado Gabriel Marinho, responsável pela investigação, disse que a menina e o homem se apresentavam como um casal e que ele trabalhava como motorista de aplicativo.

Marinho afirmou que o homem foi indiciado por estupro de vulnerável e subtração de incapaz, pois a adolescente não tinha condições de consentir com o relacionamento. Ele disse que o homem alegou que só começou a morar com a menina depois que ela completou 14 anos, em agosto, mas que isso não afasta o crime.

O homem está preso na Cadeia Pública de Irati e aguarda o julgamento. A adolescente está sob os cuidados da mãe e recebe acompanhamento psicossocial.


Compartilhar