Incêndio de grandes proporções atinge a fábrica da Cacau Show

Compartilhar

Na madrugada desta terça-feira, um incêndio significativo afetou as instalações da fábrica da Cacau Show localizada em Linhares, no Espírito Santo. 

As equipes de bombeiros foram prontamente acionadas às 4h40, chegando ao local em aproximadamente dez minutos para combater o fogo, que continuava ativo nesta manhã, apesar do progresso na contenção das chamas.

O esforço para conter o incêndio envolveu, inicialmente, 18 militares do Corpo de Bombeiros na parte da manhã, com apoio adicional a caminho dos municípios vizinhos de São Mateus e Aracruz.

A ação também contou com o suporte de carros-pipa fornecidos pela prefeitura local. Segundo as autoridades, não houve vítimas ou feridos que necessitassem de atendimento emergencial, e até o momento, nenhuma vida foi perdida em consequência do incidente.

O Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, expressou em suas redes sociais que está acompanhando de perto a situação e reforçou a informação de que não houve perda de vidas.

Alê Costa, proprietário da Cacau Show, divulgou um vídeo assegurando que apesar do ocorrido, a saúde dos colaboradores não foi afetada e enfatizou a importância de manter o negócio e os milhares de empregos providos pela empresa.

A empresa, conhecida por sua vasta produção de chocolates, garantiu que está reorganizando sua cadeia de suprimentos para evitar impactos na produção, visto que a planta de Linhares representa 19% de sua capacidade produtiva total.

Enquanto as chamas estão sendo combatidas, a corporação de bombeiros já planeja as próximas etapas de rescaldo para garantir que o ambiente esteja completamente seguro e que não haja risco de reignição.

Vídeos compartilhados nas redes sociais desde o início da manhã mostram a magnitude do incêndio, com grandes labaredas e fumaça escura elevando-se a dezenas de metros de altura. As causas do incêndio ainda não foram identificadas e estão sob investigação. Os esforços continuam, e a empresa afirma que se mantém vigilante diante da crise, buscando assegurar a continuidade de suas operações.

Foto: Reprodução


Compartilhar

Autor

Notícias Relacionadas