Inquérito sobre deslizamento que matou duas pessoas na BR-376 não aponta culpados

Compartilhar

Foto: Divulgação / Prefeitura de Guaruva

Em 28 de novembro de 2022, um deslizamento de terra atingiu 14 pessoas e causou duas mortes na BR-376, em Guaratuba, no litoral do Paraná.

A Polícia Civil (PC-PR) concluiu o inquérito sobre o incidente. O documento, de 22 páginas, foi obtido com exclusividade pela RPC. Apesar da conclusão, feita pela Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), a instituição não esclarece quem seria o responsável pelo acidente, apenas relata os depoimentos das testemunhas e as medidas tomadas pela polícia.

Uma das dúvidas que surgiu após o ocorrido foi se houve negligência na liberação da rodovia, que havia sido interditada quatro horas antes por causa de um deslizamento menor no mesmo local. Na época, um especialista ouvido pelo g1 afirmou que a estrada deveria ter ficado fechada depois do primeiro caso.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) alegou, na ocasião, que a decisão de reabrir a rodovia cabia à Arteris Litoral Sul (ALS), concessionária responsável pelo trecho. A empresa disse, logo após o acidente, que o local era monitorado e não oferecia riscos.

 


Compartilhar