Menina de 5 anos morre baleada no Rio; Em dois anos, 15 crianças foram mortas a tiros no estado

Compartilhar

Na tarde do último sábado (12), uma criança de cinco anos morreu após ser atingida por um tiro, durante uma operação da Polícia Militar, na comunidade do Dendê, no Rio de Janeiro.

A menina, identificada como Eloah Passos, estava brincando dentro de casa quando foi baleada. Ela foi socorrida por familiares e encaminhada ao hospital, mas já chegou morta ao local, de acordo com a unidade.

O conflito aconteceu durante uma manifestação de moradores, após a morte de Wendel Eduardo, de 17 anos. O adolescente foi morto na manhã daquele mesmo dia, durante uma abordagem policial. O fato gerou revolta entre os moradores, que realizaram um protesto.

Durante a tarde de sábado (12), manifestantes tomaram a rua Paranapuã, onde o adolescente foi morto, e atearam fogo em um ônibus.

A Polícia Militar foi ao local para dispersar a manifestação. Durante o conflito, Eloah foi atingida por uma bala perdida no peito. O enterro será nesta segunda-feira (14).

DADOS PREOCUPANTES

Nos últimos dois anos, 15 crianças ou adolescentes foram mortas por armas de fogo no Rio de Janeiro, de acordo com a ONG Rio de Paz. O levantamento contabiliza vítimas de zero a 14 anos de idade.

Apenas em 2023, foram registrados 11 casos, sendo dez referentes a balas perdidas e um em que houve um acidente com munição.

A ONG Rio de Paz repudiou mais esse episódio de violência da Polícia Militar. “A casa deveria ser o local mais seguro para se estar, principalmente para uma criança. Mas não para (a menina) de 5 anos”, escreveu em uma rede social.

Em vídeo enviado à Agência Brasil, o fundador da ONG, Antônio Carlos Costa avalia que há uma obsessão por parte da polícia pela morte de bandidos em detrimento da segurança da população.  “Em qual cidade de Nação livre e desenvolvida, crianças são sistematicamente mortas por balas perdidas em confrontos entre policiais e bandidos?”

Com informações da Agência Brasil.

Foto: Redes Sociais


Compartilhar