Itaipu vai participar do Novo PAC, que prevê investimentos de R$ 1,7 trilhão

Itaipu
Compartilhar

Programa de Aceleração do Crescimento, lançado pelo presidente Lula, investirá R$ 104,2 bilhões somente no Paraná, com a ajuda dos recursos da usina binacional.

A Itaipu Binacional vai participar do Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), lançado pelo Governo Federal nesta sexta-feira (11), no Rio de Janeiro, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A empresa vai ajudar a compor os investimentos de R$ 104,2 bilhões previstos para o PAC no Estado do Paraná. Em todo o País, o programa deve investir cerca de R$ 1,7 trilhão nos próximos quatro anos.

Participaram da cerimônia de lançamento do PAC, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, além de Lula, o diretor-geral brasileiro da Itaipu, Enio Verri, a ex-presidente Dilma Rousseff, que quando era ministra da Casa Civil foi chamada de “Mãe do PAC”, ministros, governadores, prefeitos, presidentes de empresas públicas do Governo Federal e representantes da sociedade civil.

O valor total dos investimentos da ordem de R$ 1,7 trilhão virá do orçamento da União (R$ 371 bi), empresas estatais (R$ 343 bi), financiamentos (R$ 362 bi) e setor privado (R$ 612 bi). “Um país precisa de credibilidade, estabilidade e previsibilidade e o Novo PAC traz um pouco mais desses três ingredientes básicos ao conjunto de tudo que temos feito desde o início de nosso governo”, afirmou o presidente da República.

O investimento da Itaipu Binacional será junto com as empresas do governo. “Com o fim da dívida de construção da usina, Itaipu vive uma nova realidade econômica e pode, pela primeira vez, fazer parte dos investimentos do PAC”, explicou o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri.

De acordo com ele, os recursos serão investidos em várias obras do PAC na região, como a construção do Contorno Leste de Guaíra – BR 163 e a continuidade de obras na BR 487 (a Estrada da Boiadeira), além de aportes para habitação popular e projetos da saúde. A soma dos investimentos e as obras financiadas pela Itaipu serão anunciadas no lançamento do PAC-Paraná.

Verri lembrou o compromisso da usina com o Paraná e o Mato Grosso do Sul. No dia 18 de agosto, será lançado o Programa Itaipu Mais Energia, que consolidará a ampliação da área de abrangência da Binacional para 434 municípios, sendo 399 do Paraná e outros 35 do sul do Mato Grosso do Sul.

Novo PAC

O lançamento do Novo PAC marcou, segundo o presidente Lula, o início de seu terceiro mandato, sendo fruto de um trabalho que reuniu todos os ministérios de sua gestão. Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, o Programa vai dar prioridade para as mais de 14 mil obras inacabadas em todo Brasil. A expectativa é de que sejam gerados mais de quatro milhões de empregos, entre diretos e indiretos.

O Novo PAC está organizado em Medidas Institucionais e em nove eixos de investimento. As Medidas Institucionais são um conjunto articulado de atos normativos de gestão e de planejamento que contribuem para a expansão sustentada de investimentos públicos e privados no Brasil.

Já a partir de setembro, no âmbito do Novo PAC, o Governo Federal lançará editais que somam R$ 136 bilhões para a seleção de outros projetos prioritários de estados e municípios, além dos anunciados no lançamento do Novo PAC para cidades, saúde, educação, cultura, esporte.

Foto: 


Compartilhar