Operação da Polícia Civil mira quadrilha especializada em furtos de caminhonetes de luxo, em Maringá

Compartilhar

Oito mandados de prisão e quinze de busca e apreensão estão sendo cumpridos nesta quarta-feira (2) em Maringá, Porto Rico e também no Estado de São Paulo. Investigações iniciaram em 2021.

Por Victor Ramalho

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quarta-feira (2) a Operação “Modulus Operandi”, que visa desarticular uma quadrilha especializada no furto de caminhonetes de luxo que teria atuação em Maringá e outras cidades. Mais de 30 agentes estão nas ruas para o cumprimento de oito mandados de prisão e outros quinze de busca e apreensão, com alvos em Maringá, Porto Rico e também no município de Adolfo, em São Paulo.

A investigação é conduzida pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Maringá e teve início no fim de 2021. Conforme a Polícia Civil, o grupo estaria atuando no furto de um modelo específico de veículo, após terem identificado falhas no sistema de segurança, o que tornaria o crime mais simples.

Esses veículos, depois de obtidos, passavam por dois processos: um de reorganização no sistema de ignição, com a produção de uma nova chave que fosse suficiente para fazê-los funcionar; e outro de adulteração nos seus sinais, geralmente ganhando numerações identificadoras de automóveis semelhantes semelhantes. Após isso, os veículos eram negociados em países vizinhos, em especial o Paraguai. Ao menos 18 veículos teriam sido furtados pela organização criminosa nos últimos dois anos.

Ao longo da investigação, outras treze pessoas relacionadas ao grupo e a esses crimes foram presas em ações desenvolvidas pela Delegacia de Furtos e Roubos de Maringá, pela Polícia Militar do Paraná e pela Polícia Rodoviária Federal.

Imagem Ilustrativa/Geraldo Bubniak/AEN


Compartilhar