Estudantes cegos do Paraná ganham dispositivos de inteligência artificial que facilitam o acesso a informações

Compartilhar

Foto: Roberto Dziura Jr/AEN

Estudantes cegos da rede estadual de ensino do Paraná vão receber dispositivos de inteligência artificial que facilitam o acesso a informações em tempo real. São 147 aparelhos OrCam MyEye 2.0, que custam R$ 2,19 milhões e serão financiados pelo Fundo para Infância e Adolescência (FIA).

Os dispositivos são pequenos e ficam presos na armação de um óculos comum. Eles têm uma câmera inteligente que lê textos de qualquer superfície, reconhece cores, produtos, rostos e dinheiro, e transmite tudo por áudio para o usuário. O dispositivo também permite controlar a velocidade e o tipo de voz da leitura.

O secretário da Inovação, Marcelo Rangel, assinou o contrato de compra dos aparelhos nesta semana e disse que eles vão promover a inclusão e o aprendizado dos estudantes cegos. A entrega dos dispositivos será feita em etapas, começando por Curitiba, Região Metropolitana e Litoral, em agosto.

O projeto foi aprovado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA/PR), que é vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Social e Família (Sedef). O secretário da pasta, Rogério Carboni, afirmou que essa tecnologia já está sendo usada em algumas bibliotecas públicas do estado e agora será ampliada para as escolas.


Compartilhar