Causa da morte de Gal Costa revelada: Viúva enfrenta acusações

Gal Costa e Wilma Petrillo
Compartilhar

A oficialização da causa da morte da icônica cantora brasileira Gal Costa veio à tona após a divulgação exclusiva da certidão de óbito pelo programa Domingo Espetacular, da Record TV, no último domingo, 16 de julho. 

O documento, até então mantido em sigilo, foi revelado em meio a uma série de denúncias contra a viúva da cantora, Wilma Petrillo.

Segundo a certidão de óbito, Gal Costa faleceu devido a um infarto agudo do miocárdio e neoplasia maligna de cabeça e pescoço. É importante notar que, dois meses antes de seu falecimento, a cantora passou por uma cirurgia para a retirada de um nódulo no nariz.

As revelações sobre a causa da morte surgem em meio a denúncias graves contra Wilma Petrillo. Segundo uma reportagem especial publicada na Revista Piauí, assinada pelo jornalista Thallys Braga, Petrillo enfrenta acusações de assédio moral, fraudes financeiras e ameaças por parte de amigos, ex-funcionários e um familiar da cantora. A reportagem também sugere que Petrillo pode ter levado a cantora à falência.

Uma série de casos foram apresentados na reportagem, incluindo um empréstimo solicitado por Petrillo ao médico Bruno Prado, amigo próximo do casal, sob o pretexto de uma cirurgia ocular. Após dificuldades para reaver o dinheiro emprestado, Prado alega que enfrentou chantagens e ameaças de Petrillo.

Além das denúncias de Prado, a reportagem da Revista Piauí apresenta relatos de outras pessoas próximas à Gal Costa que foram vítimas das supostas práticas fraudulentas de Petrillo. Alguns relatam que a cantora perdeu contratos de shows no Brasil e na Europa devido ao comportamento de Petrillo. Ex-funcionários também acusam Petrillo de assédio e de criar um ambiente tóxico de trabalho.

Em meio a todas essas alegações, Gal Costa, que possuía um patrimônio significativo incluindo imóveis no Rio de Janeiro, Salvador, Trancoso e Nova York, morreu sem nenhuma dessas propriedades, segundo seu irmão, Guto Burgos.

Ainda segundo a Revista Piauí, a médium Halu Gamashi, amiga próxima da cantora, afirmou que Gal Costa era frequentemente criticada e humilhada por Petrillo, por vezes, por estar acima do peso.

Para a imprensa, a irmã e sócia de Petrillo, Ana Cristina, negou veementemente as alegações, afirmando que Petrillo não estava em condições de dar entrevistas.

Com todas essas revelações perturbadoras, a imagem que Gal Costa deixou no coração de seus fãs permanece imaculada. Entretanto, as circunstâncias que cercaram sua vida pessoal e sua morte, evidenciam um cenário de adversidades e lutas que a cantora pode ter enfrentado fora dos holofotes.

Foto: Reprodução


Compartilhar