Após empate contra o Inter, Abel Ferreira quebra ‘lei do silêncio’ e vai para a coletiva no Palmeiras

Compartilhar

Atletas e comissão técnica estavam sem dar entrevistas desde o jogo contra o Athletico Paranaense, como forma de protesto. Treinador português apareceu para ‘dar resposta’ aos palmeirenses.

Por Redação

Embora tenha sido melhor na partida, o Palmeiras chegou ao 5º jogo consecutivo sem vencer no Campeonato Brasileiro, após o empate contra o Internacional, em Porto Alegre, por 0 a 0 na noite desse domingo (16). O jogo serviu para o treinador Abel Ferreira promover alguns testes na equipe titular.

Sem Rony e Dudu, poupados, o português entrou em campo com Flaco López e John John. O meia da base, por sinal, foi o jogador alviverde mais lúcido em campo, criando várias oportunidades de gol.

Ao fim da partida, Abel Ferreira quebrou a ‘lei do silêncio’. Desde o empate em 2 a 2 contra o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada no dia 2 de julho, elenco e comissão técnicas não estavam concedendo entrevistas à imprensa, como forma de protesto a arbitragem e também para ‘blindar o elenco’, como declarou a presidente Leila Pereira.

No entanto, o treinador foi para a coletiva, segundo ele, para conversar com os torcedores. Segundo Abel, ele é o principal responsável pelo atual momento de turbulência dentro do clube. “Há dois anos eu falo que o Palmeiras é o time a se bater. Agora têm oportunidade de criticar o treinador, as opções do treinador, o máximo responsável por tudo que está a acontecer sou eu. Sou eu que ponho os jogadores, escolho os jogadores, que infelizmente levei ao limite nossos jogadores. Mas até agora somos a equipe que tem mais título nesta temporada. É bom não esquecer”, disse.

Abel também ressaltou os feitos que o clube conquistou nos últimos anos para pedir paciência aos torcedores. Segundo ele, ‘não existe treinador que só ganhe’.

“Se querem um treinador que só ganhe, não sou eu. Já havia avisado várias vezes ao longo do último ano e meio, quando o Palmeiras foi a equipe que mais títulos ganhou, que não sabia até quando ia durar… Sempre disse que não sabia até quando ia durar, que íamos ganhar e perder. É bom para aquelas pessoas que têm sede de zoar o Palmeiras, o treinador e essas coisas todas, que tenham oportunidade. Nós temos que fazer o que fazem os campeões. Mentalidade de campeão. Aguentar, nos dedicar ao trabalho… Seguir em frente. Vida que segue, como vocês dizem aqui”.

Com o empate, o Palmeiras estaciona na 6ª posição da tabela, com 25 pontos. Já o Internacional permanece em 11º, com 22 pontos. O Alviverde volta a campo no Campeonato Brasileiro no sábado (22), às 16h para enfrentar o Fortaleza, no Allianz Parque. Já o Internacional enfrenta o Bragantino no domingo (23), às 16h, em Bragança Paulista.

Foto: César Greco/Palmeiras


Compartilhar