David abre caminho e São Paulo, de virada, vence a Ferroviária

Compartilhar

Por Bruno Accorsi

A primeira vitória do São Paulo na temporada 2023 foi conquistada com boas doses de sofrimento. Após sair perdendo por 1 a 0 para a Ferroviária, em duelo pela segunda rodada do Paulistão, na Arena Fonte Luminosa, o time comandado por Rogério Ceni buscou o empate com o estreante David, anunciado como reforço tricolor horas mais cedo, e superou a desvantagem numérica após expulsão de Pablo Maia para alcançar a virada por 2 a 1 com um gol marcado por Galoppo.

O resultado heroico coloca os são-paulinos na liderança do Grupo B, com quatro pontos, e dá mais tranquilidade antes do clássico de domingo com o Palmeiras, após empate com o Ituano na estreia. Já a Ferroviária perde a segunda colocação do Grupo C para o Corinthians, time com o qual está empatada com três pontos, mas perde no saldo de gols.

Anunciado como reforço do São Paulo mais cedo nesta quinta, após ter o nome publicado no BID da CBF, David foi para Araraquara e começou jogando como titular. 

A expectativa da torcida são-paulina para tirar as primeiras impressões do reforço logo foi substituída pela frustração de sofrer um gol aos quatro minutos, no momento em que Heitor acertou um chute forte de fora da área e contou a qualidade ruim do gramado, bastante molhado, para fazer um bonito gol.

O campo pesado atrapalhou a construção de uma reação do time são-paulino, que desenvolveu alguns lances de perigo pelo lado direito, por onde Wellington Rato e Igor Vinícius mostravam iniciativa. Rato tentou se aproveitar das condições do gramado e arriscou chutes de fora da área, mas sem sucesso em vencer Saulo, que também defendeu uma cobrança de falta de Igor. 

A equipe tricolor também teve uma boa chance com Luciano, em uma das últimas tentativas antes do intervalo, mas o camisa 10 cabeceou para fora.

O segundo tempo começou mostrando que valeu a pena a pressa para ter David disponível em Araraquara. O reforço são-paulino fez o gol de empate aos cinco minutos, ao tocar de cabeça após cruzamento certeiro de Igor Vinícius. Pouco tempo depois, Wellington Rato quase conseguiu a virada em uma bomba de perna esquerda defendida por Saulo.

A melhora nítida do futebol apresentado pelo São Paulo indicava que o caminho a vitória estava sendo construído, mas o time se viu novamente em condição adversa ao ficar com um jogador a menos, aos 18 minutos, quando Pablo Maia recebeu o segundo cartão amarelo por um carrinho no seu xará Pablo e acabou expulso pelo árbitro Flávio Rodrigues de Souza.

A difícil missão de buscar a virada em desvantagem numérica começou a parecer possível a partir do momento em que Galoppo entrou em campo no lugar de Rato. O meio-campista acertou uma bola na trave em seu primeiro lance ofensivo na partida, antes de anotar o segundo gol são-paulino, aos 42 minutos. Na jogada, só empurrou para o gol após excelente jogada de Pedrinho seguida de cruzamento de Calleri.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 1 X 2 SÃO PAULO

FERROVIÁRIA – Saulo; Heitor (Bernardo), Alisson Cassiano (Augusto), Léo Santos e Sanchez (Ronaldo Alves); Pablo, Rafael Costa (Matheus Lucas) e Álvaro (Thomaz); John Kennedy, Ytalo e Tito. Técnico: Vinícius Munhoz.

SÃO PAULO – Rafael; Igor Vinícius (Rafinha), Alan Franco, Ferraresi e Wellington; Pablo Maia; Jhegson Méndez (Luan) e Luciano (Rodrigo Nestor); Wellington Rato (Galoppo), Calleri e David (Pedrinho). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS – Heitor, aos quatro minutos do primeiro tempo. David, aos cinco, e Galoppo, aos 43 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS – Alisson Cassiano, Tito, Pablo e Ronaldo Alves (Ferroviária); Pablo Maia e Galoppo (São Paulo).

CARTÃO VERMELHO – Pablo Maia (São Paulo).

RENDA – R$ 720.420,00.

PÚBLICO – 11.362.

LOCAL – Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

Estadão Conteúdo / Foto: São Paulo FC


Compartilhar