Parlamentares dos EUA criticam presença de Bolsonaro no país e apoiam Lula

Compartilhar

Por Elisa Calmon

Parlamentares norte-americanos criticaram, neste domingo, 8, a estadia do ex-presidente do Brasil Jair Bolsonaro no país. O democrata Joaquin Castro, representante do Texas, pediu a extradição do ex-presidente, que está hospedado na Flórida.

“Ele é um homem perigoso. Deveriam mandá-lo de volta para seu país natal, o Brasil”, afirmou o membro da Câmara dos Representantes. “Apoio o presidente Lula e o governo democraticamente eleito no País”, diz ainda a postagem, que conta com o apoio de outros políticos democratas.

Assim como a mídia internacional, Castro relacionou os ataques promovidos neste domingo em Brasília com a revolta de apoiadores do ex-presidente Donald Trump em 2021.

“Terroristas domésticos e fascistas não podem usar a cartilha de Trump para minar a democracia”, disse Castro.

Na mesma linha, Alexandria Ocasio-Cortez, de Nova York, publicou que dois anos depois do ataque ao Capitólio, “vemos fascistas tentando fazer o mesmo no Brasil”.

Na publicação, defendeu também a solidariedade a Lula e o fim do “refúgio” dos EUA a Bolsonaro. A postagem da democrata, ativa nas redes sociais, pouco antes do fechamento deste texto, somava cerca de 75 mil curtidas e 16 mil compartilhamentos.

O presidente norte-americano, Joe Biden, condenou “o atentado à democracia e à transferência pacífica do poder no Brasil”.

Estadão Conteúdo / Foto: Reprodução


Compartilhar