Maringá Post
Maringa Póst - Independente, sempre.

Boa saúde mental do colaborador melhora produtividade

Compartilhar

Um colaborador feliz é 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e pode vender 37% a mais em comparação aos demais.


Compartilhar
Compartilhar

A boa saúde mental dos colaboradores pode impactar diretamente na produtividade dentro da empresa. É o que indica uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, que revelou que um trabalhador feliz é 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e pode vender 37% a mais em comparação aos demais. O estudo mostra que, inclusive, o funcionário se sente motivado a atender melhor o cliente.

Outro estudo, este realizado pelo Instituto Gallup, também mostrou que além de melhorar o clima organizacional da empresa e proporcionar resultados positivos, empresas com funcionários satisfeitos tem 50% menos acidentes de trabalho. Portanto, trabalhar a felicidade na empresa pode torná-la lucrativa e ainda gerar qualidade de vida ao funcionário.

A crise sanitária afetou tanto a vida profissional, quanto a vida pessoal de muitos trabalhadores, fazendo com que as empresas intensificassem os cuidados com a saúde mental do colaborador no pós-pandemia. Em 2020, no primeiro ano do surto do Covid-19, a ansiedade e a depressão aumentaram cerca de 50%, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde). De acordo com a HUBRH + ABPRH (Associação Brasileira dos Profissionais de RH), 66.3% das empresas estão preocupadas com o estado emocional de seus funcionários

O especialista em psicologia da liderança e do alto desempenho, Ronan Mairesse, ressalta que o estado emocional da equipe precisa ser funcional para que a execução das atividades seja o mais próximo possível do que foi planejado. ‘Somos seres emocionais e as nossas emoções interferem na maneira como pensamos e agimos”, afirma. “Uma pessoa triste ao atender um cliente, passa essa energia na hora do atendimento, da mesma forma uma pessoa sentindo-se produtiva levará o atendimento a um nível de experiência maior’, salienta.

O impacto da liderança na saúde mental do colaborador

Para Mairesse, pessoas produtivas são lideradas por gestores que sabem ouvir, perguntar, direcionar e orientar. Além disso, uma das maiores qualidades do líder é fazer o time sentir-se importante.

“Imagine só uma equipe sentindo-se emocionalmente forte, certamente ela será capaz de enfrentar qualquer obstáculo e adversidade. As pessoas têm uma confiança enorme umas com as outras, pois são incentivadas pela liderança em opinar, contribuir e ainda melhorar os processos e a performance’, sugere o especialista, destacando que a busca da excelência em times assim faz com que erros e derrotas sejam encarados como professores capazes de ensinar a maneira diferente de fazer na próxima oportunidade.

Mairesse acredita que um coordenador precisa encontrar momentos para acolher aqueles que estão ligados diretamente a ele. Da mesma forma, prossegue ele, esses líderes podem ensinar a cadeia hierárquica e disseminar uma cultura de liderança coaching por toda a empresa, ajudando as pessoas a definirem objetivos e a construção de um plano de carreira próprio dentro da organização.

Ainda segundo o especialista, um líder inspirador é como um radar emocional capaz de perceber em uma mudança mínima de comportamento a transformação de humor de um membro direto da equipe. ‘Bons líderes permitem que as pessoas conheçam sua essência, gerando um nível de confiança para que as pessoas façam o mesmo”, diz.

Informações do Estadão Conteúdo 

Foto: Ilustrativa/Canva


Compartilhar

Comentários estão fechados.