Homem que manteve a família em cárcere privado por 17 anos é preso

Imagem: reprodução

Luiz Antônio Santos Silva foi preso por manter a esposa e os dois filhos, uma moça de 22 anos e um rapaz de 19, presos dentro de casa, em cárcere privado e em condições sub-humanas, por 17 anos, na cidade de Guaratiba, Rio de Janeiro.

Segundo os vizinhos da residência onde as vítimas eram mantidas, os filhos de Luiz, apesar de maiores de idade, aparentavam ter por volta de 10 anos de idade por conta da desnutrição. Os vizinhos também relataram que o agressor proibia as vítimas de se alimentarem, e jogava fora qualquer alimento que tentassem dar a eles.

A mulher, que teve sua identidade preservada, relatou à polícia que Luiz nunca permitiu que ela trabalhasse, nem que os filhos estudassem. Ela também contou que os três sofriam violência física e psicológica constantes. Ela disse que por diversas vezes se separar de Luiz, mas ele dizia que ela dó sairia da casa morta.

De acordo com as informações, Luiz Antônio era conhecido como DJ na vizinhança, porque sempre ligava o aparelho de som em volume alto quando os filhos começavam a gritar por ajuda.

As vítimas estavam acorrentadas no momento do resgate e foram encaminhadas para o hospital.

Imagem: reprodução