São Paulo e Fluminense empatam em jogo com primeiro tempo eletrizante

Por Marcos Antomil

São Paulo e Fluminense ficaram no empate, por 2 a 2, neste domingo, no estádio do Morumbi, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Rogério Ceni optou por poupar alguns atletas e ainda teve de lidar com lesões, que provocaram a necessidade de três substituições ainda no primeiro tempo. Mesmo assim, a equipe paulista conseguiu se impor, mesmo saindo atrás no marcador, virou a partida, mas acabou cedendo a igualdade na etapa complementar.

Com o resultado, o Fluminense não conseguiu pular para a liderança do Brasileirão e ficou com 28 pontos. Já o São Paulo passou a somar 24.

Como esperado pela escalação do São Paulo e estilo propositivo do Fluminense de Fernando Diniz, o jogo começou com a equipe das Laranjeiras tomando as rédeas do confronto, com mais posse de bola no setor ofensivo, enquanto o time são-paulino tentava encontrar espaços nos contra-ataques.

Sabendo da insistência do Fluminense em sair com bola tocada a partir do campo de defesa, Ceni orientou que os seus jogadores adiantassem a marcação. Mas foi numa saída de bola errada do São Paulo que o Flu quase abriu o marcador com Cano. Aos 25, outro erro de passe no meio de campo do São Paulo que entregou um presente para o volante André, que arrancou pelo meio, fintou a marcação e acertou um chute rasteiro, que ainda tocou na trave antes de alegrar a torcida do Fluminense presente no Morumbi.

No lance do gol, o arqueiro Jandrei levou uma joelhada de Leo nas costas e precisou ser substituído por Thiago Couto. Descontente, Ceni aproveitou a parada para substituir Patryck por Welington na lateral-esquerda. Aos 33, em um rebote após cobrança de escanteio, Luciano apareceu na segunda trave para, de cabeça, igualar o marcador no Morumbi. Após o tento, o atacante foi ovacionado pela torcida são-paulina: “É Luciano!”.

Mas os problemas pareciam não acabar para Ceni, que se viu obrigado a fazer a terceira substituição ainda na etapa inicial. Leo saiu de campo com dores e chorando, dando lugar a Luizão. Minutos depois, no entanto, Patrick concluiu boa jogada tramada por Pablo Maia, Luciano e Talles para virar o placar, aos 42.

A partir do segundo tempo, com o placar desfavorável, o Fluminense aumentou o ritmo, cedendo espaços ao São Paulo. Patrick desperdiçou ótima chance de ampliar o marcador aos 9 minutos, em contragolpe pela esquerda. Aos 15, a equipe das Laranjeiras engatou uma blitz. Três minutos mais tarde, Manoel, de cabeça, empatou o confronto.

As substituições feitas pelas dois treinadores não mudaram o panorama do jogo, mas deram mais ritmo e velocidade aos ataques. Calleri, que entrou na vaga de Luciano, sofreu com o mesmo problema de outros jogos, ficando muito isolado no setor ofensivo. O argentino ainda teve grande chance de recolocar os donos da casa em vantagem, mas parou duas vezes em Fábio. As equipes seguiram buscando o gol, mas a falta de efetividade fez o jogo terminar empatado no Morumbi.

Na próxima quarta-feira, o São Paulo volta a campo para encarar o Internacional, no Beira-Rio, às 20h30. O Fluminense joga um pouco mais cedo, às 19h, na Serrinha, diante do Goiás.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO x FLUMINENSE

SÃO PAULO – Jandrei (Thiago Couto); Rafinha, Diego Costa, Leo (Luizão) e Patryck (Welington); Pablo Maia, Igor Gomes, Talles Costa e Patrick; Eder (Igor Vinicius) e Luciano (Calleri). Técnico: Rogério Ceni.

FLUMINENSE – Fábio; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro (Felipe Melo) e Caio Paulista; André, Martinelli (Nathan) e Paulo Henrique Ganso (Willian Bigode); Matheus Martins (Nonato), Jhon Arias (Alexandre Jesus) e Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz.

GOLS – André, aos 25 minutos; Luciano, aos 33 minutos; Patrick, aos 42 minutos do primeiro tempo; Manoel, aos 18 minutos.

ÁRBITRO – Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO).

CARTÕES AMARELOS – Diego Costa, Luciano, Calleri, Patrick, André, Caio Paulista.

PÚBLICO – 47.141 torcedores.

RENDA – R$ 2.331.675,00.

LOCAL – Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi.

Estadão Conteúdo / Foto: São Paulo FC