Anvisa aprova uso emergencial da CoronaVac para crianças de 3 a 5 anos

A autorização  permite que a faixa etária de 3 a 5 anos possa ser vacinada no Brasil, onde receberá a mesma dose que hoje já é aplicada nas faixas etárias de 6 a 17 anos e nos adultos.

 

A Anvisa aprovou nesta quarta-feira (13) a ampliação da autorização de uso emergencial da vacina Coronavac, que passa a incluir na bula do imunizante a faixa etária de 3 a 5 anos de idade.  Anvisa não impôs restrição de aplicação para crianças de 3 a 5 anos imunossuprimidos.

A análise contou com as informações submetidas pelo Instituto Butantan, com dados de pesquisas feitas no Chile, onde a vacina já é utilizada nesta faixa etária, resultados de pesquisas sobre vacinação contra Covid-19 no Brasil, pareceres das sociedades médicas convidadas, evidências de vida real e dados de literatura científica publicados.

O pedido de ampliação de uso do Instituto Butantan foi protocolado na Anvisa no dia 11 de março de 2022. Desde então, os servidores da Anvisa realizaram uma série de reuniões e avaliações de todos os dados disponíveis para verificar a eficácia e segurança da vacina para este novo público.

Vacinas contra Covid-19 para crianças no Brasil:

Atualmente duas vacinas contra COVID-19 estão autorizadas no Brasil: a vacina da Pfizer, a partir de 5 anos, e a vacina CoronaVac, a partir de 6 anos. A decisão de hoje autoriza a ampliação do uso da vacina CoronaVac para a imunização de crianças a partir de 3 anos de idade.

Conteúdo Anvisa/Imagem – reprodução Jornal de Brasília