Abelhas aparecem mortas na Estrada Cedro; Apicultor suspeita de crime ambiental

Pelo menos 30 colmeias, entre 1 milhão e 500 mil abelhas, foram devastadas nos últimos dias na Estrada Cedro, próximo de Umuarama, segundo o portal OBemDito.

As abelhas, entre operárias e rainhas das espécies jataí, europa e iraí, apareceram mortas em diversos pontos do local. De acordo com o apicultor Dorisvaldo Vieira, as abelhas começaram a morrer depois que uma propriedade rural localizada nas proximidades começou a utilizar agrotóxicos.

Vieira disse para o veículo OBemDito que tirava mel ao menos três vezes por ano, até 12 quilos por caixa. Os enxames de abelhas eram a fonte de renda de vários apicultores da região.

Informações do portal OBemDito.