São Paulo goleia a Universidad Católica e vai às quartas da Sul-Americana

A missão do São Paulo não era tão difícil. Depois de vencer a Universidad do Chile por 4 a 2 em Santiago, na semana passada, a equipe brasileira poderia até mesmo perder por um gol de diferença o jogo de volta, disputado nesta quinta-feira no Morumbi, que mesmo assim avançaria às quartas de final da Copa Sul-Americana.

Mas o time de Rogério Ceni fez mais e goleou por 4 a 1, em uma grande apresentação. Assim, avança como um dos grandes favoritos ao título do torneio e deixa o seu torcedor confiante para os próximos desafios.

Com quase 50 mil torcedores no Morumbi, o São Paulo começou o jogo cheio de desfalques, entre eles Calleri, Igor Vinícius e Rodrigo Nestor, expulsos na partida de ida e que tiveram uma “folga” – excelente, considerando o apertado calendário da equipe.

Rogério Ceni optou por entrar em campo com três zagueiros, reforçou seu meio de campo e deixou o ataque com Luciano, que vive excelente fase, e Eder, que estava devendo uma boa apresentação.

A Universidad Católica não tinha outra opção a não ser atacar o São Paulo desde o início da partida. E os chilenos tiveram uma grande chance de abrir o placar. Aos seis minutos, o sistema defensivo são-paulino cometeu uma falha grave ao tentar fazer a linha do impedimento. Valencia recebeu a bola por trás da zaga, saiu na cara de Jandrei e, sozinho, se atrapalhou todo na hora da finalização e chutou mascado, à direita da meta.

O susto fez o São Paulo acordar. O time passou a colocar velocidade na troca de passes e chegava com facilidade na área adversária. O time teve chances com Luciano e Patrick antes dos 14 minutos, quando os dois que haviam desperdiçado boas oportunidades construíram o primeiro gol do jogo.

Patrick recebeu em velocidade de Welington pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou para Luciano, que bateu da entrada da área. A bola desviou em Parot e o goleiro Sebastián Pérez não defendeu – 1 a 0 para o São Paulo, no 5º gol de Luciano em apenas uma semana, o 10º na temporada.

A equipe do Morumbi enfileirou chances perdidas até o final do primeiro tempo quando o VAR (Árbitro de Vídeo) assinalou mão na bola dentro da área de Valencia. A torcida pediu para Luciano bater, mas quem foi para a bola e marcou o segundo gol do São Paulo foi Eder, quebrando assim um longo jejum, já que o atacante não marcava desde 23 de abril.

Com a classificação garantida, Ceni aproveitou para poupar alguns jogadores e mandou a campo jovens como João Moreira e Rodriguinho, ambos com 18 anos. Mas o ritmo do time não diminuiu Aos 14, Patrick recebeu de Welington, foi à linha de fundo pela esquerda mais uma vez e cruzou na área. A bola encontrou Moreira, que entrou na segunda trave e bateu forte para fazer o terceiro gol da partida – o seu primeiro como profissional após seis partidas.

Ainda tinha mais. Aos 39, Luciano fez o pivô para Rodriguinho bater forte no canto e anotar o quarto gol do São Paulo. Aos 44, a Universidad Católica fez o seu gol de honra com Fuenzalida após rebote de Jandrei. Nada que atrapalhasse a festa da torcida, que anda de bem com o time, principalmente na Copa sul-americana.

O Atlético-GO, outro representante brasileiro na disputa da Copa sul-americana que entrou em campo nesta quinta-feira, também se garantiu nas quartas de final. Mas com enorme dose de sofrimento Depois de perder no Paraguai por 2 a 0, diante do Olimpia, devolveu o resultado no Serra Dourada, com gols de Airton e Churín.

A decisão da vaga, então, foi para os pênaltis. E os goianos tiveram 100% de aproveitamento, com Wellington Rato, Baralhas, Shaylon, Rickson e Marlon Freitas acertando as cobranças. Os paraguaios desperdiçaram com o volante Hugo Quintana e a festa foi rubro-negra, com 5 a 3. Agora, os brasileiros encaram o Nacional do Uruguai na próxima fase.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 4 X 1 UNIVERSIDAD CATÓLICA

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO – Jandrei; Diego, Miranda (João Moreira) e Léo; Rafinha (Rodriguinho), Gabriel, Igor Gomes (Talles), Patrick (Luizão) e Welington; Eder (Rigoni) e Luciano. Técnico: Rogério Ceni.

UNIVERSIDAD CATÓLICA – Pérez; Cuevas (González, depois Fuenzalida), Asta-Buruaga, Ampuero e Parot (Paz); Saavedra, Núñez e Orellana (Gutiérrez); Zampedri, Tapia (Astudillo) e Valencia. Técnico: Ariel Holan.

GOLS – Luciano, aos 14 e Eder (pênalti), aos 48 minutos do primeiro tempo; João Moreira, aos 14, Rodriguinho, aos 39, e Fuenzalida, aos 44 do segundo.

ÁRBITRO – Alexis Herrera (VEN).

CARTÕES AMARELOS – Eder (São Paulo), Zampedri e Paz (Universidad Católica).

RENDA – R$ 2.233.298,00.

PÚBLICO – 47.097 pagantes.

LOCAL – Morumbi, em São Paulo.

Estadão Conteúdo / Foto: São Paulo