Farmácia de Apucarana ganha permissão judicial para vender medicamentos à base da cannabis

A Justiça Federal autorizou uma farmácia de manipulação da cidade de Apucarana a comprar ou importar “cannabis sativa”, conhecida como “maconha medicinal”, a granel, em sua forma vegetal ou industrializada, para manipulação e venda de medicamentos para seres humanos à base de cannabis.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), permite a venda de produtos à base de cannabis sativa, sob prescrição médica, em farmácias brasileiras desde dezembro de 2019. Porém, a  Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 327/2019 não inclui farmácias de manipulação.

Por conta disso há seis meses, a empresa em questão, pediu autorização à justiça para realizar a comercialização de medicamentos à base da cannabis, e na quarta-feira passada (15), recebeu a permissão de venda. Esta farmácia é a primeira empresa do ramo de manipulação de fármacos a receber a autorização.

Quais tratamentos utilizam medicamentos à base de maconha?

O primeiro medicamento à base de cannabis que foi autorizado pela Anvisa a ser fabricado e comercializado no Brasil, chama-se Canabidiol Prati-Donaduzzi.

Tratamentos para diversas doenças podem ser feitos com esse medicamento:

  • Doença de Chron
  • Mal de Parkinson
  • Epilepsia
  • Esquizofrenia
  • Ansiedade

Dores físicas como enxaqueca e cólicas menstruais também podem ser tratadas com o medicamento, mas para isso o tratamento deve ser prescrito pelo médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.