No Paraná, sete em cada dez empregos foram gerados pelos pequenos negócios até abril

Os pequenos negócios foram responsáveis por 7 em cada 10 contratações feitas no Paraná, nos quatro primeiros meses do ano. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, até abril foram gerados 61.686 empregos no Estado do Paraná. Deste total, 42.453 empregos foram criados por micro e pequenas empresas.

Entre os três estados do Sul, o Paraná é o que tem o maior saldo na geração de empregos. No Brasil, até o mês de abril de 2022, os empreendimentos de micro e pequeno porte foram responsáveis pela criação de 585.560 vagas de emprego. Isto é quase 80% do total de vagas de emprego criadas no País.

No quarto mês do ano, as micro e pequenas empresas geraram 10.552 empregos no Estado do Paraná. No recorte nacional, de acordo com o levantamento feito pelo Sebrae, os pequenos negócios foram responsáveis por mais de 84% do saldo de empregos gerados em abril.

No comparativo com o mês anterior, os pequenos negócios geraram ainda mais empregos no Estado do Paraná. Em março, foram 8.768 contratações.

Serviços

O setor de Serviços continua sendo a principal força geradora de empregos, tanto no Brasil quanto no Estado do Paraná. O saldo de empregos gerados, em abril, no Paraná foi de 6.074 contratações. Em segundo lugar, está o setor de Comércio, com 2.489 carteiras assinadas.

De janeiro a abril, o Setor de serviços foi responsável pela contratação de 23.878 no Paraná. No acumulado do ano, a indústria de transformação foi o segundo setor que mais contratou, com um saldo de 8.713 pessoas empregadas.

Para o gerente da Unidade de Ambiente e Negócios Empresariais do Sebrae Paraná, Luiz Antonio Rolim de Moura, os números do levantamento feito com base no Caged demostram que os empreendedores de micro e pequenas empresas estão encontrando novos caminhos, oportunidades e superando a pandemia. “Apoiar e amparar as MPE com políticas de crédito, renegociação de dívidas e um ambiente amigável é construir progresso e futuro com valorização do emprego e das pessoas”, afirmou.

Brasil

No acumulado de 2022, o Brasil já soma 770.593 vagas abertas, sendo que os empreendimentos de micro e pequeno porte responderam por uma grande fatia desse montante, com 585.560 novas contratações. A porcentagem é equivalente à registrada no mesmo período de 2021.

Tanto no acumulado do ano, quanto no mês de abril, o setor que mais contratou, no Brasil, foi o de Serviços. De janeiro até o quarto mês do ano, o setor foi responsável por 365.577 contratações. Em segundo lugar, quem mais contratou em todo o território nacional foi o setor de Construção, seguido pela indústria de transformação na terceira posição, respectivamente com 106.385 e 76.201 contratações.

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Construir o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.