Exposição na UEM mostra história da astronomia da antiguidade à contemporaneidade

A partir desta sexta-feira (10), até o dia 31 de julho a Biblioteca Central (BCE) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) apresenta a mostra “A astronomia dos povos originários à nossa contemporaneidade”.

São mais de 200 objetos em exibição, documentando as técnicas e aparelhos astronômicos utilizados por diversas culturas da antiguidade, bem como aqueles utilizados na astronomia moderna.

A mostra é organizada pelo projeto de extensão Interação Arte e Ciência na Extensão (Interarc), grupo de pesquisa Interação entre Arte, Ciência e Educação (Interart) e o Programa de Educação Tutorial (PET) de Física da UEM. O Interarc e o Interart são coordenados pelo professor Marcos Cesar Danhoni Neves, do Departamento de Física (DFI) da UEM e pela professora de Artes Visuais Josie Agatha Parrilha da Silva.

Os dois desenvolvem projetos juntos desde 2010, que tem como principal objetivo promover a transdisciplinaridade e interdisciplinaridade entre a arte e a ciência, promovendo a integração do conhecimento.

Esta exposição é uma versão retrabalhada de uma mostra de 2009, quando foram celebrados os 400 anos do aperfeiçoamento do telescópio, por Galileu Galilei em 1609.

A exibição contém material sobre as astronomias grega, árabe, chinesa, maia, de povos indígenas brasileiros e da Europa medieval e renascentista. Há várias réplicas de telescópios, calendários celestes e tábuas que registravam as observações astronômicas, construídas pelo Interarc junto do PET-Física UEM.

A exposição estará aberta para toda a comunidade e a entrada é gratuita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.