Palmeiras pega Cerro Porteño e Corinthians reencontra o Boca Jrs na Libertadores

Brasileiros terão jogos difíceis nos confrontos das oitavas da Libertadores. Há chance de três confrontos brasileiros já nas quartas de final caso os representantes do País avancem. Foto: Palmeiras

Assunção, 27 (AE) – Os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores foram definidos nesta sexta-feira. Atual campeão, o Palmeiras enfrenta o paraguaio Cerro Porteño, enquanto o Corinthians volta a duelar com o Boca Juniors, rival da primeira fase. Também teremos Libertad-PAR x Athletico-PR, Flamengo x Tolima-COL, River Plate-ARG x Vélez-ARG, Atlético-MG x Emelec-EQU, Colón-ARG x Talleres-ARG e Estudiantes-ARG x Fortaleza.

Há chance de três confrontos brasileiros já nas quartas de final caso os representantes do País avancem. O Palmeiras teria o Atlético-MG pela frente, com Flamengo podendo encarar o Corinthians e o Athletico-PR no caminho do Fortaleza. As partidas das oitavas serão disputadas entre 29 de junho e 6 de julho, mas as datas e os horários ainda não foram definidos.

Os vencedores de cada grupo terão o privilégio de decidir a fase oitavas de final como mandantes diante dos vice-líderes das chaves. Dono da melhor campanha, o Palmeiras vai definir em casa em todos os duelos até a semifinal. O sorteio também definiu todo o chaveamento até a decisão, que será disputada em Guayaquil, no Equador, em jogo único.

Os times brasileiros seguem mantendo o seu domínio no futebol sul-americano nos últimos anos, a exemplo das três últimas edições da Libertadores, vencidas por Flamengo (2019) e Palmeiras (2020 e 21). Mas os clubes argentinos levantaram 25 vezes o troféu da competição, quatro a mais que o Brasil. Palmeiras, Atlético-MG, Flamengo, Athletico-PR, Corinthians e Fortaleza podem trazer o troféu mais uma vez para o País.

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, fez um pronunciamento gravado condenando os casos de racismo praticados por torcedores em jogos das suas competições (foram oito contra brasileiros). A entidade anunciou recentemente uma mudança no seu código disciplinar para endurecer as penas nos casos de discriminação.

“O futebol nos aproxima, nos une. Um dos grandes valores é o respeito ao adversário. Podemos competir sim, mas não podemos permitir a discrminação e o racismo. Sejamos intolerantes com essa cultura. Todos nós somos responsáveis. Vamos mostrar que a América do Sul não é o que certas pessoas equivocadas mostram”.

Veja os confrontos das oitavas de final da Libertadores

Libertad-PAR x Athletico-PR

Flamengo x Tolima-COL

River Plate-ARG x Vélez-ARG

Atlético-MG x Emelec-EQU

Palmeiras x Cerro Porteño-PAR

Colón-ARG x Talleres-ARG

Boca Juniors-ARG x Corinthians

Estudiantes-ARG x Fortaleza

Estadão Conteúdo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.