Homem é morto após ser trancado e atacado com gás em viatura da PRF em Sergipe

Imagem: redes sociais

Um homem morreu após ser trancado no porta-malas de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e aspirar um gás lançado pelos policiais, em Umbaúba, no sul de Sergipe. A vítima, Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, foi abordada na tarde desta quarta-feira (25), imobilizada e colocada no interior do compartimento da viatura. Em seguida, segundo testemunhas, os policiais lançaram um gás sobre a vítima e trancaram o porta-malas. Vídeos em redes sociais mostram a abordagem violenta dos policiais rodoviários federais.

Segundo familiares, o homem sofria de transtornos mentais. A PRF afirma que a vítima resistiu à abordagem e precisou ser contida com armas não letais.

Um sobrinho de Genivaldo contou que o tio foi abordado na Rodovia BR-101 quando pilotava uma motocicleta. Os policiais pediram que ele colocasse as mãos para o alto e, durante a revista, o questionaram sobre algumas cartelas de comprimidos achadas em seu bolso. Segundo o sobrinho, o tio tomava medicamentos.

Genivaldo ficou nervoso e questionou os policiais, que fizeram uso de spray pimenta e o colocaram no porta-malas do camburão. Ainda conforme a testemunhas, foi nesse momento que os agentes lançaram outro tipo de gás contra o homem, que já havia sido colocado no porta-malas.

Genivaldo foi levado para a delegacia da Polícia Civil, onde foi constatado que a vítima estava desacordada. O homem ainda foi levado a um hospital, mas não resistiu. O corpo foi levado para perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Aracaju. O laudo do IML, confirmado pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, apontou asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda como as causas do óbito.

A família registrou boletim de ocorrência na delegacia de Umbaúba. Familiares da vítima e testemunhas já foram ouvidas, mas, por envolver agentes federais, a investigação deve ser repassada à Polícia Federal. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Seccional de Sergipe, afirmou em nota pelo instagram, que irá acompanhar as investigações do caso de maneira vigilante.

“Através da nossa Comissão de Direitos Humanos, iremos solicitar, em caráter de urgência, uma reunião com a Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal a fim de buscar informações a respeito da apuração”, declarou a instituição.

Em nota, a PRF informou que, durante a abordagem da equipe, o abordado reagiu de forma agressiva e precisou ser contido com técnicas de imobilização e instrumentos de menor potencial ofensivo. Durante o deslocamento à delegacia, ele passou mal e foi socorrido ao Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito.

Ainda segundo a PRF, a ocorrência foi registrada e a Polícia Judiciária vai apurar o caso. A PRF abriu procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos envolvidos.

Manifestações

Na manhã de hoje (26), civis e representantes de orgnizações sociais se uniram em um protesto na BR-101, pela morte de Genivaldo. Uma das vias foi fechada e pneus foram incendiados. Os manifestantes pediram por justiça.

Estadão Conteúdo por José Maria Tomazela

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.