Prato feito subiu 23% no último ano, mostra pesquisa da FGV

O brasileiro está pagando cada vez mais caro pela comida. O prato feito subiu, em média, 23% em comparação com um ano atrás.

A alta no Paraná foi ainda maior. Em Curitiba, o prato feito subiu 25%.

O estudo foi elaborado pelo Ibre-FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas).

O cálculo considera os preços do arroz, feijão, bife, batata frita e salada de alface e tomate, temperos e gás de cozinha.

O preço do tomate foi o que mais impactou no índice. O produto subiu cerca de 117% nos últimos 12 meses.

O aumento foi mais que o dobro da inflação medida pelo IPCA, que foi de 11,3%.

Economistas apontam que o aumento de preços da comida é o que mais afeta a população pobre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.