Inflação tira comida da mesa dos brasileiros mais pobres

Pesquisa Datafolha indica que, nos últimos meses, 1 de cada 4 brasileiros teve menos comida na mesa do que o necessário para alimentar a família. Segundo estratificação do estudo, 53% das casas brasileiras sobrevivem com menos de dois salários mínimos.

A perda do poder de compra e a necessidade de reduzir gastos são efeitos da inflação. A disparada dos preços afeta principalmente as famílias mais pobres. 

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha revela que a inflação obrigou mais da metade da população a cortar o consumo – cerca de 64%. Os brasileiros têm tirado itens importantes da mesa – como carnes e leite -, mas também estão eliminando despesas com combustíveis, eletrônicos, refeições fora de casa, TV por assinatura, celular e até remédios.

Do público entrevistado pelo Datafolha, 54% das pessoas disseram que foram muito afetadas pela inflação, 22% foram afetadas, 12% mais ou menos afetadas, 8% foram pouco afetadas e apenas 4% responderam que ainda não sofreram o impacto do aumento dos preços. Na prática, cerca de 96% dos brasileiros sentiram o efeito da inflação.

A pesquisa identificou brasileiros que praticamente deixaram de comer carne vermelha por causa dos preços; o leite também deixou de fazer parte da dieta de muita gente.

Em março, a inflação anual acumulada chegou a 10,54% – três vezes maior que a meta estabelecida pelo Banco Central, que é 3,5%. O Datafolha apontou que 43% da população acredita que os preços seguiram aumentando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.