DER divulga propostas da modernização da ligação Nossa Senhora das Graças–Iguaraçu

duplicação da PR-317

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) abriu nesta semana os envelopes com as propostas de preços para elaboração do projeto de restauração e ampliação da capacidade da PR-317, no trecho entre Nossa Senhora das Graças e Iguaraçu, na região Noroeste. Seis consórcios e empresas estão participando da licitação, tendo apresentado propostas que variam entre R$ 2.096.299,32 a R$ 2.715.506,30.

Agora a comissão de julgamento analisará os valores apresentados e, após negociação de contrato com a vencedora e não objeção do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), divulgará o resultado final no portal Compras Paraná.

Este edital é denominado lote 02, dentro da iniciativa de restauração e ampliação da PR-317 entre Iguaraçu e a divisa com São Paulo. Os envelopes com as propostas de preços do lote 01, que vai de Nossa Senhora das Graças até a divisa com o estado vizinho, foram abertos no dia 20 de outubro, semana passada. Os envelopes com as propostas técnicas de ambos os lotes foram abertos em 14 de setembro.

As duas licitações são realizadas por meio do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, uma parceria com o BID.

PROJETO – No lote 02 o projeto de restauração e ampliação inicia no entroncamento com a PR-542 e segue até Iguaraçu, com uma extensão de 35,89 quilômetros. Ele incluirá interseções em desnível no acesso para Nossa Senhora das Graças, e nos entroncamentos com a PR-458, tanto no acesso para Lobato quanto no acesso principal para Santa Fé, com marginais em ambos os lados da rodovia no perímetro urbano desta última.

Também serão avaliadas melhorias na ponte sobre o Rio Bandeirantes e a necessidade de interseções em desnível no acesso secundário para Santa Fé e no entroncamento com a PR-550, acesso para Munhoz de Melo.

O projeto deve contemplar ainda soluções como acostamentos, rótulas fechadas alongadas nas interseções em nível, regularização dos acessos, novos passeios e ciclovias ou faixas compartilhadas onde for aplicável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *