Jovem é preso na região após furar a fila da vacinação contra a Covid duas vezes

2 de setembro de 2021
três doses

Um homem de 22 anos teve a prisão preventiva decretada pela Justiça a pedido do Ministério Público (MP) de Apucarana (a 65 quilômetros de Maringá) por furar a fila de vacinação contra a Covid 19 duas vezes. Ele foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira, 2.

O pedido foi motivado pelo fato do suspeito ter burlado o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização e foi vacinado pela terceira vez, agora com o imunizante da Pfizer. Quando furou a fila pela primeira vez, ele foi imunizado com duas doses da Coronavac.

O jovem havia furado a fila oficial desrespeitando o critério de idade. Por isso, responde ação penal pela prática dos crimes de peculato e infração de medida sanitária. Mesmo assim, como sustentou o MP no pedido de prisão, “o denunciado não hesitou em voltar a delinquir e tomou uma terceira dose de imunizante contra a Covid-19, aproveitando-se de uma inconsistência no sistema e omitindo a informação de que já havia completado sua imunização, ainda que por vias transversas”.

Egoísmo
O Ministério Público ressaltou também que, a despeito do avanço da campanha de imunização do país, “o cenário ainda é de escassez, impondo-se a todos a observância daquilo que dispõe o Plano Nacional de Imunização, que não prevê, repita-se, uma terceira dose do imunizante para pessoas na faixa etária do ora representado.”

Na ordem de prisão, o Juízo da 1ª Vara Criminal de Apucarana afirma que, pelos fatos relatados, o requerido “demonstra claramente seu descaso com o próximo e com a vida humana, bem como seu egoísmo, praticando, por mais de uma vez, condutas afrontosas à campanha de vacinação”.